Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Zika por via sexual na França

Um caso de transmissão sexual do vírus zika foi registrado na França, depois de uma mulher ter sido infectada quando o parceiro regressou do Brasil, disse à AFP (Agência France-Presse) a ministra da Saúde do país, Marisol Touraine. O caso foi detectado há vários dias “em uma mulher que não está grávida”, afirmou a ministra, durante visita à Guiana Francesa. O casal vive na região de Paris e a mulher “encontra-se bem”, informou a equipe da ministra.

Este seria o primeiro caso autóctone (transmissão local) da França. A mulher nunca tinha viajado e foi examinada porque o marido havia regressado do Brasil. Autoridades norte-americanas também investigam 14 casos suspeitos de transmissão sexual. Neste final de semana o Centro de Controle de Doenças dos EUA (CDC) confirmou a infecção por zika numa mulher que teve um bebê com microcefalia. Ela residiu no Brasil nos estágios iniciais de gestação. O órgão também confirmou, no total, nove grávidas infectadas pelo vírus. Na última sexta, o centro emitiu alerta de risco para pessoas que pretendem assistir aos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Agência das Nações Unidas espera propagação explosiva no continente americano, com três a quatro milhões de casos este ano.

RECIFE

Ontem, militares das Forças Armadas e agentes de saúde ambiental da Prefeitura do Recife realizaram mutirão no Alto José Bonifácio, com recorde de infestação pelo Aedes: 4,3 % dos imóveis com focos. “O fundamental é alertar sobre o cuidado com o lixo, que não pode ser jogado na rua”, alertou o gerente de Vigilância Ambiental, Jurandir Almeida.