Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Pesquisas em parceria com Japão

O Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami (Lika) da UFPE está buscando parcerias internacionais para estudos sobre o zika vírus e a ocorrência de microcefalia. De hoje até sábado cientistas japoneses se reúnem com os pesquisadores pernambucanos para discutir uma cooperação técnico-científica que possa impulsionar novas descoberta sobre a malformação.

Há projetos também para cooperação com a Universidade de Londres e com a de Harvard. A comitiva japonesa é formada por seis pesquisadores e terá como líderes o professor Seiki Tateno (do Centro Nacional de Saúde Global) e Yukio Nakatani (diretor da pandemia de Gripe).

A cooperação pode ir do diagnóstico à vacina usando Lika como base no Brasil. “ Lika já tem uma conexão co o Japão desde que foi formado. Quando surgiram casos de microcefalia associados ao zik pedimos essa parceria”, comentou o diretor do laboratório, professor José Luiz de Lima.

As parcerias internacionais adiantou, preveem também apoios com a Universidade d Londres – para entender a dinâmica da doença nos pacientes – e com Harvard – para tentar criar um biossen sor para o zika. “Vamos pro curar entender novos bio marcadores associados doença. A ideia é que isso sej usado para o diagnóstico” esclareceu Lima.