Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Audiência Pública na Câmara debate exame Revalida para diplomas de medicina

O alto índice de reprovação de médicos brasileiros no exame Revalida para diplomas de medicina será tema de uma audiência pública na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados na próxima terça-feira (12/7). Na segunda e última prova do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas), realizada em março deste ano, dos 9% aprovados em primeira fase, realizada em novembro passado, 57% dos profissionais examinados foram reprovados.

O encontro é uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Direito Médico e Bioética (Anadem) e será realizado no plenário 10 (Anexo II), às 14h30. O requerimento para realização do debate foi apresentado pelo deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB/SP), presidente da comissão.

www.anadem.org.br

O objetivo da audiência pública é discutir alternativas para melhorar a formação dos profissionais no exterior e garantir o aproveitamento deles no Brasil , afirma o presidente da Anadem, advogado Raul Canal, que esteve na Bolívia, em abril, para discutir o assunto com autoridades acadêmicas daquele país e estudantes brasileiros.

Raul Canal, defende o aproveitamento dos profissionais formados no exterior. A exemplo do que ocorreu no programa Mais Médicos, ao invés de trazermos para o Brasil os médicos cubanos – que não tiveram seus diplomas revalidados -, poderíamos ter aproveitado os mais de 17 mil brasileiros que se formaram em Medicina no exterior , sugere Raul Canal, que é especialista em Direito Médico e também preside a União Brasileira dos Estudantes de Medicina no Exterior (Ubemex).

Estão convidados o presidente do Conselho Federal de Medicina, Carlos Vital Tavares Correa Lima, a diretora substituta de Avaliação da Educação Superior do INEP, Sueli Macedo Silveira, a presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Superior (Andifes), Maria Lúcia Cavalli Nader, e representantes do Ministério da Educação.

A audiência pública também terá a participação de autoridades acadêmicas de universidades da cidade boliviana de Santa Cruz de La Sierra, onde estudam milhares de brasileiros em busca de oportunidades de formação superior que têm enfrentado dificuldades para revalidarem seus diplomas no Brasil.

Foram convidados o vicerrector de la Universidad Privada Franz Tamayo (Unifranz), Carlos Dabdoub Arrien, a Vicerretora de la Universidade Privada Abierta Latinoamericana (Upal), Myrian Camacho Zenteno, a rectora de la Universidad Nacional Ecológica, Carmelita Limpias Calvimontes, o rector de la Universidade Del Valle (Univalle), Gonzalo Ruiz Martinez, o vicerrector Universidade de Aquino Bolivia (Udabol), Cristian Torres Salvador, o rector de la Universidade Técnica Privada Cosmos, Hernán Garcia Arce, o rector de la Universidad Nacional del Oriente (UNO) e Juan Ramiro Durán Garcia.

Também devem prestigiar o evento autoridades das universidades de Pedro Juan Caballero, entre eles o director del Universidad Uninorte, Alexis Armele, o director del Universidad Internacional Três Fronteras (Uninter), Carlos Daniel Carmona Almirón, o rector del Universidad Sudamericana, Euclides Roberto Acevedo Candia, a rectora del Universidad del Pacífico, Elsa Del Castillo, a rectora del Universidad Santa Clara de Assis, Esmerita Sanches e o rector y presidente del Universidad Autônoma San Sebastian, Fulgencio Samudio Ozuna.