Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Decreto tira Maciel da presidência da estatal

5ª Região (TRF5) conceder um mandato de segurança em caráter definitivo para o presidente afastado Rômulo Maciel Filho retornar à Presidência da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás), diante das pressões internas, um decreto do presidente interino Michel Temer (PMDB) publicado, ontem, no Diário Oficial da União (DOU), o dispensou da chefia, assim como o presidente interino Marcos Arraes de Alencar. Desta forma, ambos deixaram de acumular a função de diretor-presidente, mantendo apenas os cargos de diretores. O Ministério da Saúde afirmou que Maciel Filho reassumirá, a partir da intimação judicial, a Diretoria de Desenvolvimento Industrial, no lugar do servidor André Correia Gomes, que retorna à Gerência de Gestão de Pessoas. Marcos Arraes, por sua vez, ficará na de Administração e Finanças. A presidência da estatal segue em vacância até a indicação de Temer.

Após o afastamento, por determinação judicial, de Maciel Filho e Mozart Sales, em dezembro de 2015, por causa da Operação Pulso, dois novos servidores concursados assumiram as diretorias vacantes – André Gomes Correia (Desenvolvimento Industrial, interinamente) e Laura Barreto Carneiro (Produtos Estratégicos e Inovação, em definitivo). Com isso, Marcos Arraes acumulou a diretoria e a presidência da empresa. Sales, todavia, renunciou ao cargo.

Segundo o advogado de Maciel Filho, Célio Avelino, seu cliente deverá reassumir o cargo na próxima segunda-feira, para cumprir o mandato até outubro de 2017. Ele estaria em São Paulo resolvendo problemas pessoais e retornaria ao Recife no final de semana. Avelino explicou, também, que a fase de defesa acerca do processo não começou. “Ainda não fomos citados (para apresentar a defesa) e o processo deve demorar algum tempo”, disse.

Ontem, o corpo de funcionários da Hemobrás – do escritório; da fábrica em Goiana, e da distribuidora, na Muribeca – realizou um protesto em frente ao escritório da empresa no Pina, na Zona Sul do Recife, contra o retorno do ex-diretorpresidente ao cargo, com cartazes de “Fora Rômulo” e em apoio à Operação Pulso. Contudo, os servidores retornam hoje às atividades . A reportagem da Folha de Pernambuco tentou entrar em contato com a Hemobrás, sem sucesso.