Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

HC realiza mutirão de cirurgias e diagnóstico de microcefalia

Ao todo, 50 crianças com suspeita de microcefalia serão atendidas .Serão realizadas 6 cirurgias em pacientes que estavam na lista de espera.

O Hospital das Clínicas (HC) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) realiza dois mutirões na quarta-feira (30): um para diagnosticar bebês com microcefalia e outro para realizar cirurgias oncológicas ginecológicas. A ação faz parte do I Mutirão Nacional realizado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), envolvendo os 39 hospitais da rede. A instituição fica localizada na Cidade Universtária, Zona Oeste do Recife.

Dos hospitais que contarão com atividades na data, 21 realizarão cirurgias visando atender mais de 1.000 pacientes. No HC, 117 crianças com suspeita de microcefalia serão atendidas, todas encaminhadas pela Secretaria Estadual de Saúde.

Empregados na ação, estarão cerca de 50 profissionais de Saúde da unidade e da secretaria. O atendimento às crianças, que foram previamente selecionadas, começa às 8h.

Serão oferecidas uma avaliação de um neuropediatra, exames de imagem e de sangue, para o diagnóstico da má-formação associada ao vírus da zika. Além da programação habitual de cirurgias do hospital, o HC realizará seis outros procedimentos oncológicos e ginecológicos.

Assim como no atendimento aos bebês com suspeita de microcefalia, esses serviços médicos serão realizados apenas com pessoas previamente selecionadas, que estavam na fila de espera pelos procedimentos.

A expectativa é diminuir em cerca de 32% a fila de espera dos hospitais e do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao todo, em todas as unidades hospitalares ligadas à rede Ebserh, cerca de mil profissionais de saúde atenderão, com procedimentos ambulatoriais como exames, diagnósticos e ações educacionais preventivas.

Já para procedimentos ambulatoriais com exames, diagnósticos e ações educativas, 31 instituições da disponibilizarão colaboradores para atender mais de 2.300 pessoas. Para otimizar o atendimento, cada instituição definiu as especialidades que mais contemplam as necessidades de saúde de cada região.

}