Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

UBSs devem ser informatizadas até fim de 2018

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou ontem, na abertura do Summit Saúde, que todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do País estarão informatizadas até o fim de 2018.

Segundo Barros, ainda haverá a implementação do prontuário eletrônico e de mais interatividade com os pacientes que, por meio do aplicativo ESaúde, poderão até mesmo avisar quando não for possível comparecer a uma consulta.

“Hoje financiamos doença e temos de passar a financiar saúde. Investir em prevenção e promoção será a palavra de ordem. Sabemos que, em 30% das consultas, as pessoas não comparecem. Elas poderão agora confirmar com o smartphone”, disse o ministro.

Para informatizar as UBSs, o ministério deverá fazer um contrato com duração de 60 meses, que será pago mensalmente. Em sua apresentação, o ministro falou ainda sobre o projeto de criação de fila única para procedimentos cirúrgicos, cuja posição também poderá ser consultada por smartphones.

O secretário da Saúde de São Paulo, David Uip, também presente, destacou a importância de inovar no modelo de assistência. “Estamos com um sistema hospitalocêntrico. O desafio é mudar para um sistema de prevenção.” O evento. O Summit Saúde Brasil do Estado contou com palestras, debates e sete painéis temáticos em que foram discutidos de gestão e inovação em saúde até medicina do futuro. Ao falar sobre a judicialização cada vez maior da saúde, por exemplo, o supervisor do Fórum da Saúde no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Arnaldo Hossepian, destacou que prepara um banco de dados com 52 pareceres sobre as questões de saúde mais recorrentes em processos judiciais.