Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

PCR e Governo realizam mutirão para diagnosticar zika em crianças

A Prefeitura do Recife, juntamente com o Governo do Estado, realiza um mutirão para diagnosticar cerca de 50 crianças com suspeitas de síndrome congênita do zika (SCZ)/microcefalia. Os atendimentos vão das 8h às 16 no Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) da Policlínica Lessa de Andrade, Estrada dos Remédios, no bairro da Madela, Zona Oeste do Recife. Além dos pacientes da capital, também serão atendidos crianças dos municípios de Joaboatão dos Guararapes e Camaragibe.

Desde julho de 2015 até 21 de outubro deste ano, foram contabilizados 2.403 casos da doença no Estado. A Coordenadora da Política de Saúde da Criança do Recife, Lélia Moreira, explicou que o mutirão ocorrido na quinta-feira (9) foi o terceiro realizado neste ano, e que visou diagnosticar todas as crianças notificadas em situação de investigação. 

Lidiane Gomes, 28 anos, de Jaboatão dos Guararapes, não escondeu o alívio quando o pequeno Ítalo Josué, 5 meses, teve o quadro de microcefalia descartado. “Passei a noite inteira ansiosa. Eu tenho um filho de três anos que tem microcefalia, e a médica não descartou a possibilidade de Ítalo ter também. Gostei muito do atendimento”, contou Lidiane. Gizeli Veríssimo, 32 anos, de Recife, levou Maria Vitória, 1 anos e dois meses, para o mutirão. Segundo a mãe, Maria Vitória nasceu pequena e por isso, colocaram nos casos de investigação de microcefalia. “Eu acho muito bom esse mutirão, porque dá oportunidade de fazer exames que a gente não tem condições de pagar para saber se ela tem algum problema ou não”, relatou a mãe.

“Até agora todos os que eu atendi foram suspeitas descartadas. A vantagem deste mutirão é que a secretaria de saúde consegue organizar, de uma maneira que dá para agilizar os exames”, afirma a neuropediatra Vanessa Van Der Linden, que realizou o atendimento às crianças na manhã desta sexta-feira.a