Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Médicos do recife param por cinco dias

Médicos da Prefeitura do Recife anunciam paralisação dos serviços eletivos, ambulatoriais, dos Postos de Saúde da Família (PSFs) e dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPs), de segunda (8) a sexta-feira (12). Apenas os os setores de urgência, emergência e maternidade estarão funcionando, como forma de protesto à falta de avanço nas negociações salariais e trabalhistas. Na segunda-feira, profissionais vão realizar atendimento gratuito, como aferição de pressão e glicose, das 9h às 14h, no Parque Treze de Maio, área central do Recife.

“Há mais de nove meses estamos negociando. Um dos pontos principais é a insegurança depois que tiraram os vigilantes das unidades de saúde”, diz o presidente do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), Tadeu Calheiros. “Sobre a questão salarial, não houve cumprimento do que foi acordado em 2016, nem perspectiva para este ano. Nossa reivindicação é de 6% de aumento, retroativo a 2017. Além disso, faltam medicamentos e materiais básicos e é necessário concurso público para reposição de pessoal”, afirma.

Ontem pela manhã, enfermeiros e técnicos de enfermagem do Hospital da Restauração fecharam a Avenida Agamenon Magalhães em protesto ao atraso de três meses nos pagamentos dos plantões extras e caminharam até a frente da residência do governador Paulo Câmara. A Secretaria Estadual de Saúde explicou que pagará setembro até o dia 8 e está trabalhando no restante.