Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Hemobrás e Shire assinam acordo

No apagar das luzes do governo Temer, o Ministério da Saúde anunciou ontem (13) que a Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás), estatal vinculada ao ministério, assinou acordo com a farmacêutica Shire, que reestrutura a Parceria para o Desenvolvimento Produtivo (PDP) do Fator VIII Recombinante. O empreendimento chegou a ser alvo de operação da Polícia Federal.

No âmbito nacional, essas PDPs do ministério têm como objetivo proporcionar a transferência de tecnologias para a produção nacional de 93 medicamentos, cinco vacinas e outros seis produtos estratégicos para o SUS. De acordo com o governo federal, a nova etapa da parceria com a Shire vai garantir um investimento na ordem de US$ 250 milhões, que será revertido para as instalações da fábrica, localizada em Goiana (PE). O plano do governo federal é concluir essa etapa nos próximos 4 anos. Por meio de nota oficial, a Shire, empresa líder global em biotecnologia com foco em doenças raras, confirmou que assinou um acordo com a Hemobrás e os investimentos de US$ 250 milhões para apoiar a Parceria de Desenvolvimento Produtivo (PDP). “Este investimento destina-se a apoiar a infraestrutura, os serviços, equipamento e a transferência de tecnologia da fábrica de Fator VIII recombinante (FVIIIr). O Fator VIII Recombinante é uma terapia essencial para pessoas com hemofilia A, com uma estimativa de 5.700 pacientes atualmente em tratamento no Sistema Único de Saúde“, informou. “A Shire continuará apoiando a Hemo-brás em todas as fases do processo de transferência de tecnologia, tendo uma equipe de proje-

to dedicada a trabalhar junto à equipe da Hemobrás para garantir que essa parceria seja bem-sucedida e como parte do nosso compromisso de elevar o padrão de atendimento das pessoas que vivem com hemofilia A no Brasil.” No ato, participaram da assinatura de reestruturação da PDP do Fator VIII Recombinante o presidente da Hemobrás, Oswaldo Castilho; o diretor de administração e finanças da estatal, Marcos Arraes, e o gerente-geral da Shire, Ricardo Ogawa. No site do Ministério da Saúde, Castilho disse que o acordo firmado na última semana representa uma nova fase na história da empresa, permitindo a aceleração das obras de implantação da fábrica. “Após meses de negociações, as nossas perspectivas futuras são de que os investimentos sejam concluídos até 2022 e a fábrica entre em operação em 2023”, comemora Oswaldo Castilho.

A PDP, firmada entre a Hemobrás e a empresa Shire, está vigente desde 2012 e tem como objetivo transferir a tecnologia de produção do medicamento Fator VIII Recombinante para a estatal. De acordo com a União, com isso, o Ministério da Saúde espera racionalizar o poder de compra do Estado, fomentar o desenvolvimento tecnológico e reduzir a dependência produtiva e tecnológica para atender as necessidades de saúde da população brasileira a curto, médio e longo prazo.

Com 70% das obras concluídas, a Hemobrás apresentou ano passado lucro líquido de R$ 172 milhões e distribuiu ao Ministério da Saúde um total de 145.099 medicamentos hemoderivados e 597.980.000 UI (unidade internacional) de medicamentos recombinantes. Este ano, de janeiro até dezembro, foram entregues 1030.417 frascos de Hemo8r, e 596.078.750 UI.