Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

O bem do ócio criativo

Que tal aproveitarmos o início de um ano novinho em folha para pensarmos na possibilidade de sairmos do modo automático em que a correria do dia a dia nos coloca? E por que pensar nisso agora? Porque o mundo está tão frenético e conectado que acabamos por esquecer o sentido do carpe diem – em latim, uma frase popularmente traduzida para colha o dia ou aproveite o momento. Basta parar um pouco para refletirmos como a montanha de e-mails, a lista sem fim de mensagens e a atualização constante das redes sociais roubam de nós o tempo para aproveitarmos o presente, o tempo livre, o lazer e o ócio. Sim, aquele ócio criativo, que nos apresenta a um equilíbrio entre prazer, trabalho e aprendizado.

Talvez 2019 prometa ser tão cheio de atribuições que precisemos retomar o que ouvimos no começo dos anos 2000, quando o sociólogo italiano Domenico de Masi lançou a proposta de distribuirmos melhor nosso tempo a partir do ócio – que, segundo o italiano, passa longe da preguiça. É um ócio libertador porque combina trabalho, estudo e lazer.

Para especialistas, o ócio é uma experiência necessária e enriquecedora. Desde Aristóteles, filósofos tentam precisar a natureza do ócio, que se relaciona à percepção de felicidade. Assim, o ócio criativo tem relação com a vivência de experiências prazerosas e satisfatórias.

E se pensarmos inspirados nesse caminho, vamos perceber que é na simplicidade da rotina que podemos ter papel de influenciadores da nossa felicidade, do bem-estar da família, da alegria dos nossos filhos, parentes e amigos. Ou seja, compartilhar momentos com pessoas queridas, estudar e trabalhar em meio a gargalhadas são algumas situações que podem afastar o peso da nossa vida; aquele peso que tende a trazer turbulências, tristezas e doenças. Que a essência do ócio nos mostre, ao longo deste ano, que o essencial não é encontrar a felicidade. O essencial é encontrar sentido de vida. E isso é possível quando percebemos que importam a simplicidade, o otimismo, a satisfação e a gratidão, capazes de nos conduzir ao caminho de autoconhecimento, encantamento e felicidade proposto pelo ócio criativo.

Feliz novo ano!

É natural (e salutar) fazermos planos para os dias que estão por vir e, dessa maneira, pensarmos mais sobre a vida que cultivamos, sobre o quanto conhecemos nós mesmos e a qualidade dos nossos relacionamentos. Esse tipo de reflexão pode ativar uma série de emoções e consequentemente ecoa positivamente nas nossas atitudes diante das alegrias e dificuldades. Que em 2019 possamos nutrir, cada vez mais, nossa saúde física e mental.

Fica o alerta!

Dados do Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) de PE acendem um alerta: no ano passado, foram 1.292 intoxicações por medicamento (aumento de 6,7%, em relação a 2017). Do total de casos de 2018, 441 envolveram crianças até 9 anos. A coordenadora do Ceatox, Lucineide Porto, orienta: “É preciso cuidado com o armazenamento dos medicamentos, que podem ser confundidos com guloseimas”. Dúvidas: 0800 7226001.

Os desafios para o envelhecimento bem-sucedido

O número de pessoas a partir dos 60 anos vai mais que dobrar no mundo em 2050, passando de 900 milhões para cerca de 2 bilhões. Por isso, autoridades de saúde não podem mais perder tempo para possibilitar que os idosos de hoje e os do futuro tenham condições de envelhecer de maneira saudável e ativa. Esse foi um dos destaques do discurso do novo secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, no dia da solenidade de transmissão do cargo, dia 3. Um olhar especial para os idosos, segundo o gestor, será dado nos anos em que ele cuidará da pasta. “Não há uma população de médico geriatra ajustada para dar conta de um grupo como esse, que só faz crescer. Então, precisamos dotar as mais de 2,3 mil equipes de Saúde da Família de conceitos básicos de saúde do idoso, que precisa ser bem cuidado desde a atenção primária”, frisa Longo, ao demonstrar interesse e sensibilidade sobre questões do envelhecimento e desafios enfrentados por essa faixa etária.

‘No Recife, temos o projeto do Hospital do Idoso, voltado para uma atenção mais especializada no cuidado a essa população. Devemos observar essa experiência para ver se reproduziremos em alta escala”, destaca o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo

‘O Hospital do Idoso oferecerá mais do que leitos e salas de cirurgias. Será um centro de referência para essa população e terá um eixo de formação de profissionais capacitados para lidar com o bem-estar integral nessa faixa etária”, diz o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia

Bebê e nutrição

O Espaço Evolute, nos Aflitos, Zona Norte do Recife, promove oficina de nutrição, na próxima quarta-feira (9) e no dia 21, sobre introdução alimentar dos bebês. O encontro é voltado a pais ou cuidadores, que serão orientados sobre nutrição nos primeiros meses de vida, oferta e armazenagem de alimentos. A nutricionista Maria Claudia Lira apresentará duas receitinhas nutritivas de dar água na boca. A oficina será realizada na cozinha do Espaço Evolute, preparado para receber crianças e adultos. Inscrições: 3071-6440 e 99452-9724.

Nove anos de UPA

A primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Pernambuco, na Cidade Tabajara, em Olinda, completou nove anos na última sexta-feira (4). Hoje são 15 unidades em funcionamento, na rede estadual de urgência e emergência, no Grande Recife, Caruaru (Agreste) e Petrolina (Sertão). Nesses nove anos, foram mais de 15 milhões de atendimentos. Em média, as UPAs têm um grau de resolutividade de aproximadamente 95% – ou seja, apenas 5% dos pacientes precisam ser encaminhados para outras unidades.

Pós-doutorado

A Fiocruz Pernambuco lançou chamada pública para seleção de estágio de pós-doutorado no Programa de Pós-graduação em Biociências e Biotecnologia em Saúde pelo Programa Nacional de Pós-Doutorado da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. As inscrições estão abertas do próximo dia 22 até 1º de fevereiro na secretaria acadêmica da instituição, localizada no câmpus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Cidade Universitária, Zona Oeste do Recife. Informações: cpqam.fiocruz.br.