Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Aumento de ISTs no Carnaval inspira cuidados

Festa, calor, alegria e excesso de álcool não pode combinar com sexo sem proteção. Este é o alerta do infectologista Filipe Prohaska, do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC). Segundo ele, há tradicionalmente um aumento das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) após a folia de Momo, em várias partes do Brasil, de acordo com estudos epidemiológicos.

No Recife, tem sido observado alto percentual de positividade entre as pessoas que decidem fazer um teste rápido durante a folia. Para enfrentar o problema, os governos vêm investindo ano a ano em política de sexo seguro, tanto distribuindo preservativos, como ampliando a oferta de testagens de ISTs em polos do Carnaval.

Apenas no ano passado, foram 1.466 pessoas testadas pelos serviços móveis do Carnaval do Recife, sendo 819 homens e 646 mulheres. Desses, 28 casos deram positivos para o HIV. Em relação triagem de sífilis entre os foliões, foram identificados 156 casos positivos.

Em 2019, a estimativa da Secretaria de Saúde da Capital é testar 100 foliões por noite em cada um dos polos de testagem. O primeiro deles, o Polo Arsenal, começará a funcionar já a partir da próxima quarta-feira (27), das 18h à 0h. O espaço segue até a Terça Gorda (5). Já o Polo Ibura funcionará de domingo (3) até a Quarta-feira de Cinzas (6), também no horário das 18h às 0h.

Os resultados serão emitidos em 30 minutos e entregues aos usuários individualmente, mediante aconselhamento por profissional. A Prefeitura do Recife vai ainda distribuir 800 mil preservativos masculinos15 mil preservativos femininos e 15 mil unidades de gel lubrificante durante o Carnaval.

“Na hora que abrimos esse acesso no Carnaval as pessoas que não saíram de casa com esse planejamento (de fazer o teste) necessariamente acabam aproveitando o momento”, disse o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia. Ele comentou que uma parcela da população acaba por vergonha ou receio não buscando uma unidade de saúde perto de casa para fazer o exame e usa essas estratégias centrais da festa para se testar. “Por isso é muito importante garantir esses espaços”, destacou. Correia ainda informou que tem sido observada uma variação em torno de 10% dos casos de sífilis nos atendimentos realizados nos eventos de massa.

A rede de saúde também oferta, para casos de violência sexual, as opções da profilaxia pós-exposição (PEP) e de contracepção de emergência (pílula do dia seguinte). No Recife, o Centro de Referência Sony Santos, que fica no Hospital da Mulher, é referência para os casos. As maternidades da Capital também dispõem desse acolhimento para a profilaxia, assim como o serviço estadual Wilma Lessa, que está no Hospital Agamenon Magalhães (HAM).

Olinda
Prefeitura de Olinda solicitou 1 milhão de preservativos para distribuir das prévias até o Carnaval oficial. Segundo a coordenadora do programa de IST/Aids, Fátima Vieira, o posto volante de testagem ficará na Praça do Carmo, ao lado dos Correios. Ele abre do Sábado de Zé Pereira (2) até a Terça Gorda (5), sempre das 10h às 17h. Este ano, haverá incremento de funcionários e a meta de 200 coletas diárias realizadas em ano anteriores será ampliada. Em 2018, foram realizados em média 2 mil testes de HIV e sífilis.

Brasil
O Governo Federal terá o slogan “Pare, pense e use camisinha” para a campanha de Carnaval deste ano. A ideia é estimular o uso do preservativo, principalmente entre os homens de 15 a 39 anos.