Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Comissão debate hoje falta de médicos e desafios do SUS

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) vai debater hoje, às 9h, a falta de médicos e a atual situação do Sistema Único de Saúde (SUS). A audiência pública foi solicitada pelo presidente da comissão, senador Paulo Paim (PT-RS).

De acordo com o Ministério da Saúde, o SUS é um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, que atende das demandas mais simples às mais complexas. Engloba a atenção básica, de média e de alta complexidade, serviços de urgência e emergência, atenção hospitalar, ações e serviços das vigilâncias epidemiológica, sanitária e ambiental e assistência farmacêutica.

SUS tem como princípios básicos a universalização, que assegura a todos o direito à saúde, independentemente de características, a equidade, cujo objetivo é tratar desigualmente os desiguais, investindo mais onde a carência é maior, e a integralidade, que considera as pessoas como um todo e busca atender todas as suas necessidades.

Foram convidados para participar do debate o médico e conselheiro do Conselho Federal de Medicina (CFM), Donizetti Dimer Giamberardino Filho, o presidente do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior, Antonio Gonçalves Filho, e o professor e pesquisador Heleno Corrêa, vice-presidente do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde da Universidade de Brasília (UnB) . O debate deve contar também com a presença de representantes do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Saúde (CNS), da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB).