Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Hospital da Mulher ampliado

O prefeito do Recife, Geraldo Julio, anunciou ontem que o Hospital da Mulher, no Curado, vai inaugurar uma ala para casos de alto risco no dia 16 de setembro. A ampliação foi comunicada pelo chefe do Executivo municipal em evento que comemorou o marco de um milhão de atendimentos da unidade de saúde e a entrega de 11 novas ambulâncias do serviço Samu 192. A Prefeitura investiu R$ 2 milhões nos veículos.

A nova ala do HMR terá 68 novos leitos destinados a mulheres com gravidez de alto risco e recém-nascidos em situação grave, que precisam de assistência especializada. Segundo a Prefeitura, o anúncio foi possível porque, neste mês, o governo federal publicou portaria habilitando a abertura do novo serviço.

“Hoje celebramos um milhão de atendimentos no Hospital da Mulher, entre cirurgias, partos, exames e consultas. Tudo isso oferecido com muita qualidade e o carinho de todos os profissionais que trabalham lá”, comentou Geraldo Julio. Segundo a diretora-executiva de Regulação, Média e Alta Complexidade da Secretaria de Saúde do Recife, Eliane Germano, o município é o primeiro do estado a assumir a responsabilidade com gestações de alto risco. “Todas as demais cidades encaminham os casos para a rede estadual”, afirmou.

A ala contará com duas Unidades de Terapia Intensiva, sendo uma com 10 leitos para bebês e outra com 10 leitos para mulheres, e duas Unidades de Cuidados Intermediários com 27 leitos – 15 deles no modelo Canguru (que acolhe a mãe junto com o filho). Serão abertos ainda 21 leitos de enfermaria de gestação de alto risco. Desde sua inauguração em maio de 2016, o HMR realizou 1.013.222 procedimentos, incluindo 13.776 partos, 70.852 atendimentos de emergência, 170.175 consultas, 695.598 exames e 2.795 cirurgias.

Frota reforçada

Segundo Geraldo Julio, as novas viaturas do Samu vão diminuir o tempo entre a chamada e o início do atendimento. “Nós já reduzimos à metade esse tempo e isso é essencial, porque quanto mais rápido, mais chances de salvar vidas. O tempo é fundamental”, explicou o prefeito. Duas ambulâncias serão usadas como Unidades de Suporte Avançado, que funcionam como UTI móvel, capaz de atender casos mais graves. Esses veículos vão circular com aparelhos de alta tecnologia, um médico, um enfermeiro, um técnico de enfermagem e um condutor-socorrista.

O coordenador do SAMU 192, Leonardo Gomes, explica que os novos carros vão substituir ambulâncias mais antigas e afirma que a troca garante mais economia, principalmente com manutenção. Atualmente, a frota do Samu é composta por 23 ambulâncias permanentes, oito motolâncias, dez veículos do tipo 4×4 (que substituem os furgões no período de chuva), além de dois helicópteros que fazem parte de convênios firmados com a Polícia Rodoviária Federal de Pernambuco e o Grupamento Tático Aéreo da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco.