Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Fernando de Noronha volta a zerar número de casos suspeitos de Covid-19

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco.

O último boletim epidemiológico divulgado pela Administração de Fernando de Noronha neste domingo (7) afirma que não há nenhum caso suspeito da Covid-19 no arquipélago. De acordo com o boletim, os 21 casos que estavam em investigação foram descartados.

Noronha registrou, ao todo, 30 casos da doença. Somente dois pacientes continuam em recuperação. Uma mulher, de 56 anos, e um homem, 50. Ambos são voluntários de um Estudo Epidemiológico que vem sendo realizado em Noronha. Os dois pacientes são casos assintomáticos e cumprem isolamento domiciliar. 

O estudo epidemiológico, que deve avaliar a circulação do novo coronavírus na ilha,

reuniu amostras de 900 voluntários, de todas as do arquipélago e tem como objetivo fornecer dados consistentes que possam orientar as ações de vigilância e controle da Covid-19 na ilha. As amostras foram enviadas ao Recife para a realização dos exames. Os moradores que aceitaram participar da pesquisa serão submetidos a exames por um período de um ano. Ao longo desse período, os voluntários serão acoanhados por uma equipe de especialistas.

A partir desta segunda-feira (8), Fernando de Noronha se prepara para a retomada gradual das atividades econômicas, prevista no plano de reabertura estabelecido pelo Governo do Pernambuco. Na primeira etapa, o comércio atacadista e o setor de construção civil poderão retomar as atividades com restrições.

O acesso às praias de Fernando de Noronha está liberado com restrições desde o último dia 25 de maio. O desembarque de pessoas na ilha continua suspenso.

A administração do arquipélago ressalta que, ao sentir qualquer sintoma gripal, o morador deverá comunicar à Vigilância em Saúde da ilha. O contato pode ser feito através dos telefones: 3619-0956 / 99488-4366