Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Nordeste vencendo a covid-19

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco.

O combate à covid-19 deve ser feito em três linhas de ação. Pra começar, impõe-se o isolamento social que reduz o contágio e evita sobrecarga de hospitais. Depois, pede a mobilização da população pra ouvir e acatar as orientaçoes. Por fim, demanda testagem em massa, para isolar portadores do vírus antes que contaminem parentes e vizinhos.

No Brasil como um todo, nada disso aconteceu. Disputas politicas sem sentido geraram desorientação e dispersão de esforços, comprometendo a eficáca do isolamento social. Mas foi no quesito testagem que levamos o maior tombo.

Enquanto os Estados Unidos, com 320 milhões de habitantes, aplicavam 53 mil testes por milhão de habitantes, o Brasil sequer conseguia fazer 5 mil testes por milhão de habitantes. Países menos populosos deram de goleada no negacionismo do Brasil e dos EUA, casos da Espanha (86 mil testes por milhão de habitantes), Itália (65 mil) e Reino Unido (63 mil). 

Não foi uma escolha lógica, apenas nos perdemos na confusão e na inoperância. Ainda bem que os estados de Nordeste afirmaram um contraponto, apostando na ciência, com a criação do Comitê de especialistas, e inovando na gestão, utilizando o Consórcio Nordeste.

Pernambuco vem se destacando neste contexto. A unidade entre o governador Paulo Câmara e o prefeito Geraldo Julio potencializou os recursos do estado e da prefeitura da capital. O resultado é que Pernambuco avançou nas três linhas da politica de enfrentamento à pandemia.

Tivemos, no Recife, os maiores percentuais de isolamento social do país, reflexo da confiança da sociedade. E tivemos uma política de testagem que, estendida a todo o país, nos colocaria em outro patamar com relação à covid-19. Pernambuco fez mais de 22 mil testes por milhão de habitantes, cinco vezes a taxa brasileira, reduzindo internações e poupando vidas.

Ainda temos um grande desafio. Mas o caminho está aberto e o rumo testado. Paulo Câmara e Geraldo Julio começam a receber o reconhecimento pela firmeza em meio a travessia. As etapas seguintes desta luta serão travadas com a população unida e contribuindo para expulsar de vez o vírus de nossa terra.

l Evaldo Costa é jornalista