Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Vacinação tem início nos EUA

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

COVID-19 Até o fim do ano, 20 milhões de americanos serão vacinados Uma enfermeira de Nova York se tornou nesta segunda-feira (14) a primeira americana vacinada contra a covid19, no início de uma campanha de imunização em massa no país que superou os 300 mil mortos na pandemia. Sandra Lindsay, enfermeira intensivista, recebeu a vacina diante das câmeras do Long Island Jewish Hospital, um grande centro médico localizado no bairro de Queens. “A primeira vacina foi aplicada. Parabéns aos Estados Unidos! Parabéns a todo o mundo”, escreveu o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no Twitter. Pouco depois, o presidente eleito, Joe Biden – que assumirá o cargo em 20 de janeiro – também tuitou: “Mantenhamos a esperança, dias melhores virão”. O início da vacinação ocorre seis dias depois de o Reino Unido se tornar o primeiro a AFP VACINA Profissionais de saúde e idosos serão os primeiros imunizados autorizar o uso do imunizante dos laboratórios Pfizer/BioNTech. Após a injeção, a enfermeira afirmou com um sorriso que estava “bem” e “aliviada”, com uma sensação muito semelhante à aplicação de qualquer outra vacina. A campanha de vacinação nos Estados Unidos, que deve priorizar os profissionais de saúde, mais expostos ao vírus, e residentes em asilos, tem início em um momento em que a pandemia atinge fortemente o país. Cerca de três milhões de doses devem ser distribuídas de hoje até quarta-feira, com o objetivo de vacinar 20 milhões de pessoas até o fim do ano e 100 milhões até o final de março. “Minha principal preocupação é o nível de relutância” em relação à vacina, afirmou Moncef Slaoui, responsável pela vacinação em nível federal.