Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Mais 915 mortes em 24h

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

A média móvel de mortes por covid-19, que registra as oscilações dos últimos sete dias e elimina distorções entre um número alto de meio de semana e baixo de fim de semana, ficou em 667 ontem. Segundo o consórcio de veículos de imprensa, foram registrados 915 novos óbitos nas últimas 24 horas e 44.849 casos. No total são 182.854 mortes registradas e 6.974.258 pessoas contaminadas no Brasil, segundo o balanço mais recente do consórcio formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde. Os dados foram divulgados às 20h. O Estado de São Paulo, que apresenta os maiores números absolutos do País, superou a marca de 15 mil óbitos e chegou a 450.268 casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com balanço da Secretaria Estadual da Saúde, 6.067.862 pessoas se recuperaram da doença. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 65,8% na Grande São Paulo e 60,2% no Estado. O número de pacientes internados é de 11.204, sendo 6.345 em enfermaria e 4.859 em unidades de terapia intensiva. PERNAMBUCO Pernambuco registrou ontem pela primeira vez desde 9 de novembro queda na média móvel de casos de covid19. Com a confirmação de 734 novos quadros da doença, o índice dos últimos sete dias ficou em 1.055 casos, número 2% menor na comparação com os últimos 14 dias. Entre os óbitos, a tendência de aumento continua. Ontem foram registradas 25 mortes pela doença. A média móvel da última semana, na comparação com os últimos 14 dias, aumentou 24%. O Estado deve alcançar hoje a marca de 200 mil pessoas infectadas pela covid19. Com os novos registros, Pernambuco tem agora 199.780 confirmações laboratoriais para a covid-19, sendo 28.665 graves e 171.115 leves, distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.