Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Reino Unido entra no terceiro confinamento para conter pandemia

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

A Inglaterra e a Escócia anunciaram ontem um novo confinamento total diante de uma nova onda de infecções pelo coronavírus, enquanto a União Europeia enfrenta críticas pela lentidão em seu processo de aprovação da vacina.  É o terceiro confinamento. O anúncio ocorreu no mesmo dia em que o Reino Unido iniciou uma campanha com 53 mil doses da vacina AstraZeneca em sua luta para controlar a alta de contágios que ameaça provocar o colapso do sistema de saúde pública.

“Temos que fazer mais, juntos, para pôr esta nova variante sob controle, enquanto distribuímos nossas vacinas”, disse o primeiro-ministro Boris Johnson em uma mensagem breve e solene à nação, transmitida no horário de maior audiência da noite. Especialistas consideram que a vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford será um marco nas campanhas de imunização porque não exige temperaturas tão frias para o armazenamento como as da Pfizer-BioNTech e da Moderna.

Brian Pinker, um britânico aposentado de 82 anos, recebeu no Hospital Churchill da Universidade de Oxford a primeira das duas doses da vacina, informou o Serviço Nacional de Saúde (NHS).  “Estou muito feliz de receber esta vacina e muito orgulhoso que tenha sido desenvolvida em Oxford”, afirmou, antes de destacar que foi “fácil!”.

FILAS
Milhares de pessoas formam filas em Pequim para receber a vacina contra a Covid-19. Em dois dias, mais de 73 mil pessoas receberam a primeira dose na capital da China, informou a imprensa estatal. (AFP)