Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Variante do coronavírus rastreada em exames

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

Pernambuco vai rastrear a possível presença, no estado, de uma nova variante do coronavírus que é até 70% mais transmissível e provocou lockdown no Reino Unido. A partir de agora, todas as pessoas que se testarem nos centros montados pelo governo estadual e pelas prefeituras, além das unidades particulares, serão indagados se passaram pelo território britânico recentemente. Em caso de resposta afirmativa, a amostra será encaminhada ao Instituto Evandro Chagas, em Belém, para análise.

Segundo o secretário estadualde Saúde, André Longo, a orientação sobre o controle da nova variante, que já foi identificada em São Paulo (trazida de viajantes oriundos do Reino Unido), foi emitida ontem pelo Ministério da Saúde às autoridades estaduais e será encaminhada aos municípios.

No dia 31 de dezembro, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de São Paulo foi notificado pelo laboratório de medicina diagnóstica Dasa sobre suspeita de dois casos da nova variante do SARS-CoV-2, a mesma que teria sido detectada na Inglaterra. A confirmação da cepa em dois pacientes foi feita por meio de sequenciamento genético realizado em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Reinfecções

A Secretaria de Saúde informou que Pernambuco já totaliza 55 notificações sobre reinfecções pelo coronavírus, das quais 21 já foram descartadas, 24 estão em investigação local e 10 seguiram para análise pelo Instituto Evandro Chagas.