Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Vitória de Santo Antão começa vacinação contra a COVID-19

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

A vacinação contra a Covid-19 começou nesta terça-feira (19) em Vitória de Santo Antão, na mata sul do Estado (50 km do Recife). A técnica em enfermagem do Hospital Santa Maria, Maria de Fátima Santana, 56 anos, foi a primeira pessoa a se vacinar. Dona Fafau, como é conhecida, já havia sido infectada pela Coronavírus logo no início da Pandemia, em abril. “Estou muito feliz em poder tomar essa vacina, pois essa é uma doença horrível, que eu não desejo para ninguém. Temos que confiar na vacina e vai dar tudo certo”, comemorou.

A aplicação do imunizante ocorreu na UPA-E. Dentre os participantes da cerimônia simbólica, – que foi transmitida pela internet-, estavam o prefeito do município, Paulo Roberto, o vice-prefeito, Edmo Neves, o secretário de Saúde, Eudes Lorena, o deputado estadual Joaquim Lira, o presidente da Câmara de Vereadores de Vitória, André de Bau, e representantes dos hospitais da cidade, instituições de ensino e do sindicato dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias.

“Temos que agradecer a Deus, em primeiro lugar, por esse dia marcante. Vitória de Santo Antão acompanha a tendência mundial de vacinar as pessoas. O Brasil tomou essa decisão, a vacina chega à Vitória de Santo Antão, e nós começamos a fazer esse trabalho que com certeza irá salvar vidas”, pontuou o prefeito, Paulo Roberto.  

Além de dona Fafau, também foram vacinados Maria José Soares, 65, técnica de enfermagem do Hospital João Murilo de Oliveira, Laura Vasconcelos, 54, enfermeira da mesma unidade de saúde e do município, Athos Leandro, 33, fisioterapeuta da Associação de Proteção à Maternidade (APAMI), e o médico Filipe Prohaska. 

“Para um médico infectologista a vacina é sempre algo que a gente almeja. Hoje é um dia marcado na história pelo trabalho de homens sérios, que estão dentro dessa sala. Só está sendo possível essa vacinação hoje, porque muitas pessoas quiseram e tornaram isso possível”, celebrou Prohaska. 

A imunização também foi celebrada pelo vice-prefeito Edmo Neves. “Podemos dizer que estamos vivendo uma garantia da sobrevivência, porque, para nós, sem a vacina era sempre uma dúvida. Essa vacina vem trazer para nós a solução.” 

Fases

Apesar de ser motivo de comemoração, a vacinação não deve usada como desculpa para relaxar os cuidados preventivos contra a Covid-19. Ao todo, foram destinadas à Vitória de Santo Antão 2.170 unidades da vacina, que, neste primeiro momento, irão imunizar em duas doses 1085 profissionais da área de saúde atuantes na linha de frente de combate ao Coronavírus no município e vacinadores, 30% do total. Outro grupo a receber os imunizantes nesta etapa será o de idosos de instituições de longa permanência, como asilos, e seus trabalhadores.

“As novas fases da campanha dependerão da entrega de doses por parte do Ministério da Saúde e, tão logo as vacinas cheguem, faremos a imunização”, pontuou Lorena. O secretário de saúde ainda explicou que, à medida do possível, todas as informações serão repassadas à população através das mídias sociais e dos veículos de comunicação.