Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Situação pode piorar a partir de março

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

O secretário André Longo alertou ontem que o quadro da pandemia pode piorar a partir de março, quando se inicia o período de maior sazonalidade para as doenças respiratórias. Ele disse que o governo já está se preparando para essa possibilidade. Longo informou que no momento há discreta estabilidade na incidência de casos, mas os números ainda são alarmantes. O balanço sinaliza média de cerca de 100 mortos e 300 novos casos graves por semana.

“Não temos dados que nos tragam motivos para comemorar. Não podemos encarar este panorama como uma queda sustentada. É sempre importante o reforço dos cuidados, lembrando que a pandemia ainda não acabou”, disse.

O gestor ressaltou, ainda, uma pequena queda de 7% na solicitação de leitos nas duas últimas semanas, sendo 5% nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) e 10% nas enfermarias. No atual cenário, 927 pacientes ainda lutam pela vida na rede de saúde de Pernambuco, incluindo hospitais privados e particulares. “Temos observado o avanço da doença em outras regiões do país e a conclusão é de que todos precisamos estar vigilantes e atentos para coibir uma aceleração na curva epidêmica, evitando retrocessos em nosso plano de convivência” destacou Longo.

A secretaria de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, destacou que a capital pernambucana já contabiliza cerca de 56,8 mil casos de pacientes recuperados. Até ontem, 32.912 recifeses foram vacinados contra o novo coronavírus, segundo boletim enviado à noite pela prefeitura.

Números

  • 347.760 vacinas já foram enviadas a Pernambuco

  • 161.566 pessoas foram vacinadas até agora

  • 1.650 novos casos da Covid-19 foram detectados ontem

  • 266.999 casos foram confirmados até agora no estado

  • 226.973 pacientes estão recuperados

  • 31 novos óbitos (9 masculinos e 22 femininos) foram registrados entre 06/12/2020 e 02/02/2021

  • 10.430 mortes já foram provocadas pela doença