Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Mais de 200 milhões de doses de vacinas anticovid aplicadas no mundo, 45% nos países do G7

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

Este grupo de sete países ricos e democráticos responde por apenas 10% da população mundial

Mais de 200 milhões de doses de vacinas contra o coronavírus foram administradas em pelo menos 107 países e territórios – aponta balanço da AFP, com base em fontes oficiais.

Cerca de 45% das doses foram injetadas nos países do G7 (Estados Unidos, Canadá, França, Reino Unido, Alemanha, Itália e Japão), cujos membros se comprometeram, em reunião na sexta-feira (19), a favorecer uma distribuição mais justa das vacinas.

Este grupo de sete países ricos e democráticos responde por apenas 10% da população mundial.

Esse número de vacinas administradas é inferior ao real, já que dois países importantes, Rússia e China, não comunicam seus balanços oficiais há dez dias.

Na sexta-feira, os países do G7 anunciaram que vão dobrar o apoio à vacinação contra o coronavírus, que chegará a 7,5 bilhões de dólares, principalmente por meio do programa Covax, administrado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O objetivo é levar doses suficientes de vacinas para países com menos recursos.

Neste momento, porém, nove em cada dez vacinas são injetadas em países com recursos altos, ou de médio a alto, de acordo com a classificação do Banco Mundial. Esses países representam 53% da população mundial. 

Israel é, de longe, o país mais avançado em vacinação, já que 49% de sua população recebeu pelo menos uma dose da vacina. Neste momento, um em cada três habitantes em Israel (33%) recebeu as duas doses necessárias.

Outros países superaram os 10% de população vacinada. São eles: Reino Unido (25%), Bahrein (16%), Estados Unidos (13%), Chile (12%) e Maldivas (12%). 

Em termos numéricos, os Estados Unidos são o país que aplicou o maior número de vacinas (59,6 milhões de doses), à frente de China (40,5 milhões até 9 de fevereiro), Reino Unido (17,5 milhões), Índia (10,7 milhões) e Israel (7,1 milhões).