Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Alerta da covid-19 no interior do Estado

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

Cidades do interior de Pernambuco voltam a apresentar alta nos indicadores da covid-19, assim como tem ocorrido com a capital e os municípios do Grande Recife. Em Caruaru, no Agreste do Estado, por exemplo, o principal hospital do Agreste passa atualmente por uma forte pressão feita pela pandemia, assim como ocorreu em junho do ano passado, na fase de aceleração dos casos. No Hospital Mestre Vitalino (HMV), que oferece assistência a residentes de vários municípios com sintomas sugestivos de covid-19, 96% dos 80 leitos de terapia intensiva (UTI) estão ocupados com pacientes que apresentam quadro de síndrome respiratória aguda grave (casos suspeitos e confirmados da infecção). Além disso, no HMV, 79% das 92 vagas de enfermaria também já estão com pessoas que têm sintomas de covid-19. Atualmente Caruaru tem 16.160 casos da doença confirmados, a contar do início da pandemia. Desses, 465 foram a óbito. Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que, na 2ª Macrorregião, que engloba municípios do Agreste, a taxa de ocupação dos leitos regulados e dedicados a pacientes com sintomas de covid-19 está em 85%. “A disponibilização de vagas pela Central de Regulação de Leitos de Pernambuco, para internamento de casos suspeitos ou confirmados de covid-19, é extremamente dinâmica e se renova permanentemente. A central realiza os encaminhamentos, levando em consideração necessidades e estado de saúde do paciente. As transferências são realizadas para unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo território pernambucano. Não há no Estado atualmente fila de transferência para leitos de enfermaria e de UTI dedicados ao novo coronavírus”, garantiu, em nota, a secretaria. A SES também ressaltou que o Governo de Pernambuco tem monitorado permanentemente a evolução da pandemia e salienta que o planejamento de abertura de novas vagas, assim como adoção de medidas para conter a disseminação do vírus, “são sempre proporcionais ao momento epidemiológico”. Já ao considerar a assistência hospitalar pública de todo o Estado voltada à covid, a taxa de ocupação dos leitos de terapia intensiva (UTI), administrados pelo governo do Estado, voltou ao patamar de 88%. Além disso, 74% das vagas em enfermaria também estão com pacientes que apresentam quadro respiratório grave com sintoma sugestivo de covid-19. Ao todo, o Estado tem 1.928 leitos voltados para atender pessoas com essa condição: 996 são UTI e 932 enfermaria. Considerando o total de ambos os tipos de vagas, 82% estão ocupadas. Em nota, a SES diz que a Central de Regulação de Leitos atua normalmente para fazer os encaminhamentos quando solicitada, levando em consideração as necessidades e o estado de saúde do paciente. O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, alerta que os próximos dias são decisivos em relação ao agravamento (ou não) da situação da pandemia no Estado. “O que determinará o curso da doença continuam sendo as nossas atitudes. Não podemos subestimar a situação atual e, para impedir mais contaminações, mortes e saturação da rede de saúde, é preciso que tenhamos responsabilidade e sigamos as medidas sanitárias”, frisou Longo. O secretário ressalta que, neste cenário de alta da pandemia, o vírus está presente de forma preocupante em todas as regiões de Pernambuco. “Há uma distribuição praticamente homogênea da circulação viral. Precisamos dos esforços de toda a sociedade, do Litoral ao Sertão, e dos gestores municipais.” Em Pernambuco, a última semana epidemiológica (14/02 a 20/02) registrou 774 notificações de síndrome respiratória aguda grave – 33 casos a mais do que a anterior (07/02 a 13/02). Com as 689 novas confirmações de covid-19 divulgadas nesta segunda-feira (22), o Estado totaliza 291.189 casos confirmados da doença, sendo 32.131 graves e 259.058 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

NAZARÉ

Ontem a Diocese de Nazaré da Mata, na Mata Norte de Pernambuco, realizou a Celebração da Esperança, com o intuito de homenagear as vítimas da covid-19 e alertar sobre o perigo do vírus, que infectou 426 pessoas na cidade até a última atualização. “A ação é uma maneira de chamar atenção da população para este momento de cuidado com a saúde”, disse a instituição religiosa. Um painel com fotos das vítimas do coronavírus na cidade foi colocado em frente à igreja. Os registros trazem nomes, idades, bairros e datas dos falecimentos. Na última semana, Nazaré da Mata proibiu o funcionamento de bares e restaurantes após as 20h, limitou a capacidade dos templos religiosos e suspendeu por 45 dias as aulas presenciais.