Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Petrolina atinge 95% de ocupação em leitos de UTI, e prefeito faz apelo

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

Apenas duas vagas de Terapia Intensiva estão disponíveis para pacientes na cidade

A cidade de Petrolina, no Sertão pernambucano, registrou uma ocupação de 95,45% dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) nesta quarta-feira (3). Do total de 44 leitos de UTI da cidade, apenas dois estão disponíveis. Em pronunciamento, o prefeito da cidade, Miguel Coelho (MDB), fez um apelo para que a população ajude o poder público, mantendo as restrições sociais. 

Até o dia anterior, essa terça-feira (2), a ocupação de leitos de UTI na cidade estava em 70%, de acordo com o prefeito.

“Desde o começo da pandemia, a gente nunca chegou num momento tão sensível e crítico como esse. Vai faltar leito”, comentou Miguel Coelho.

No anúncio da situação vivenciada, o prefeito pediu para que a população ajude com as restrição social. “Eu peço, pelo amor de Deus, nos ajudem com as medidas de proteção, nos ajude com as medidas de distanciamento, com as medidas de higiene. A gente não pode deixar o pior cenário acontecer aqui em Petrolina”, pediu.