Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Vacina: prefeitos buscam um caminho alternativo

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco


Com a autorização do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Congresso Nacional para que estados e municípios possam comprar e distribuir vacinas contra a Covid-19, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) formalizou a criação de um consórcio público com o objetivo de acelerar a aquisição dos imunizantes para os municípios brasileiros. Até agora, gestores de 39 cidades pernambucanas já oficializaram interesse, dentre elas Recife, Cabo de Santo Agostinho, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Caruaru e Petrolina.
 
Com assembleia de instalação prevista para acontecer no próximo dia 22, o consórcio poderá realizar a compra de vacinas caso o Plano Nacional de Imunização (PNI), do governo federal, não consiga suprir a demanda nacional. Em meio ao cenário de agravamento da pandemia do novo coronavírus, prefeitos e prefeitas de diversas regiões do país já têm se posicionado a favor da compra dos imunizantes. A iniciativa também contempla a possibilidade de obtençao de medicamentos, equipamentos e outros insumos no combate à pandemia.
 
Na capital pernambucana, o prefeito João Campos (PSB) oficializou na última segunda-feira a participação do Recife no consórcio da FNP e anunciou que pretende solicitar pelo menos 200 mil doses de imunizantes para acelerar a vacinação dos idosos e viabilizar o quanto antes a imunização dos profissionais da área de educação. “Só na rede pública do Recife são 10 mil trabalhadores da educação que nós queremos vacinar da maneira mais rápida possivel”, anunciou Campos.
 
Os municípios de Jaboatão dos Guararapes, Olinda e Cabo de Santo Agostinho também estão participando do corsórcio público. Em Olinda, o prefeito Lupércio (SD) oficializou ontem a participação do município e afirmou que a cidade irá investir, no mínimo, R$ 3 milhões para adesão de novas doses. “Nosso objetivo é vacinar mais idosos e também professores, motoristas de transporte escolar, táxi e aplicativos, além de motoristas do transporte público e cobradores”, afirmou.
 
Prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), disse que a vacinação no município “está seguindo o cronograma nacional”, mas com o crescimento no número de casos e mortes pela Covid-19 salientou que é importante encontrar meios para ampliar a vacinação da população. “Quanto mais vacinas forem adquiridas, mais cedo podemos garantir a segurança da população”, disse em publicação no Twitter.
 
Seguindo o mesmo caminho, o prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Keko do Armazém (PL), assinou, ontem, termo de interesse para compra de vacinas. “Não mediremos esforços neste combate. Participar deste consórcio nacional reafirma o nosso compromisso com a população”, afirmou.

Interior

Caruaru (Agreste) e Petrolina (Sertão) também manifestaram interesse. A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), assinou ontem o protocolo de intenção de compra das vacinas. “Esse movimento nos dá mais esperança de conseguir trazer ainda mais vacina para o nosso municipio. Vamos juntos no combate ao coronavirus”, ressaltou em vídeo divulgado no Instagram. O prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), anunciou a adesão ao grupo na última segunda-feira, após reunião de formalização do consórcio.  “Estamos animados, poderemos ter boas notícias em breve no combate à pandemia”, frisou.