Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Estado abre 20 leitos de UTI em hospital de Jaboatão

9
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 9
            [name] => Clipping
            [slug] => clipping
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 9
            [taxonomy] => category
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 77136
            [filter] => raw
            [cat_ID] => 9
            [category_count] => 77136
            [category_description] => 
            [cat_name] => Clipping
            [category_nicename] => clipping
            [category_parent] => 0
        )

)
					Array
(
    [0] => clipping
)
tem				

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

A rede de saúde pública de Pernambuco será reforçada hoje com mais 20 leitos de UTI dedicados aos pacientes coma Covid-19. As vagas serão abertas a partir de contratualização da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) como Hospital Memorial Jaboatão, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Desde o último sábado, o governo do estado colocou em operação outros 52 leitos de terapia intensiva nos hospitais Agamenon Magalhães (capital), Rui de Barros Correia (Arcoverde) Inácio de Sá (Salgueiro) e Eduardo Campos da Pessoa Idosa, em parceria com a Prefeitura do Recife.

Durante coletiva de imprensa on-line ontem, o secretário André Longo destacou que o estado deve abrir novas vagas nos próximos dias, mas que é preciso a colaboração da população com o cumprimento dos protocolos sanitários. “Por determinação do governador Paulo Câmara, vamos continuar como grande esforço logístico para abrir ainda mais vagas. Mas alerto a todos que pode chegar o momento em que o volume de pacientes com quadros graves supere a nossa velocidade operacional de abrir novos leitos. Não temos escolha: ou enfrentamos a pandemia juntos, ou ela não será superada, causando ainda mais mortes e trazendo ainda mais dor para todos. O respeito às regras de prevenção precisa ser compromisso de todos, porque só assim vamos conseguir atravessar este grave momento com menos mortes”, disse.

Atualmente, a rede estadual de saúde conta com 1.990 leitos exclusivos para pacientes com diagnóstico, ou suspeita, da Covid-19, sendo 1.045 de UTI e 945 de enfermaria.