Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Estado compra 229 respiradores para abrir leitos

9
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 9
            [name] => Clipping
            [slug] => clipping
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 9
            [taxonomy] => category
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 77136
            [filter] => raw
            [cat_ID] => 9
            [category_count] => 77136
            [category_description] => 
            [cat_name] => Clipping
            [category_nicename] => clipping
            [category_parent] => 0
        )

)
					Array
(
    [0] => clipping
)
tem				

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

Diante de uma ocupação de 95% nas UTIs de Covid-19 da rede pública de Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) recebeu ontem 79 respiradores comprados pelo governo, em um investimento de R$ 3,5 milhões. Os novos equipamentos recebidos serão enviados, nos próximos dias, para unidades de saúde da Região Metropolitana do Recife e interior, possibilitando a abertura de novos leitos de terapia intensiva em todo o estado.

Nas próximas semanas, a SES-PE ainda vai receber outros 150 ventiladores já adquiridos. No ano passado, para enfrentar a crise do novo coronavírus, o governo já havia adquirido outros 365 respiradores mecânicos. “Além disso, levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no final de 2019, apontou que Pernambuco já tinha, antes da pandemia, a 8ª melhor proporção de respiradores por habitantes do país e mais de 75% destes aparelhos estavam em funcionamento na rede pública”, informou o governo, por nota.

Começaram a funcionar ontem mais 10 leitos de terapia intensiva no Hospital Memorial Guararapes, no município de Jaboatão, na Região Metropolitana do Recife. As vagas estão sendo disponibilizadas a partir de contratualização com o serviço, que já tinha aberto, na última sexta (5), outras 10 UTIs. Com isso, a rede estadual já conta com 2.074 leitos, sendo 1.068 de terapia intensiva.

Também ontem foi anunciada, no Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, a transformação de 10 leitos de enfermaria em vagas de UTI. Nos próximos dias, ainda estão previstos mais 30 leitos de UTI nos hospitais do Tricentenário (20 vagas), em Olinda, e Santa Maria, em Araripina (10), no Sertão do Araripe. Além disso, até o final da semana, mais vagas de terapia intensiva devem ser colocadas em operação. Em relação aos leitos de enfermaria, entraram em funcionamento nos últimos dias 14 vagas no Hospital Agamenon Magalhães (HAM), no Recife, e 20 no Hospital Santa Maria, em Araripina.

CHAMAMENTO
A Secretaria Estadual de Saúde ainda está com chamamento público aberto para contratação de leitos dedicados à Covid-19 junto aos hospitais privados. “Estamos ampliando permanentemente as vagas para terapia intensiva no estado, seja em serviços próprios ou conveniados, e também contratualizando com a rede privada”, disse o secretário de Saúde, André Longo, que voltou a pedir cuidado à população.

“O esforço para ofertar essas vagas em todas as regiões pernambucanas têm sido constante, mas ratifico que cada um precisa fazer a sua parte para aliviar essa pressão que nosso sistema de saúde têm sentido nos últimos dias. Precisamos respeitar as regras sanitárias, o distanciamento social e a higienização das mãos para diminuir os adoecimentos e, consequentemente, os internamentos, além de mais mortes que poderiam ser evitadas”, destacou.

Números

  • 373 casos da Covid-19 foram registrados ontem
    – 114 (30,5%) são graves
    – 259 (69,5%) leves

  • 308.657 casos foram confirmados desde o começo da pandemia

  • 34 novos óbitos (20 femininos e 14 masculinos) ocorreram entre 21/11/2020 e 07/03/2021 e foram confirmados ontem

  • 11.207 mortes já foram causadas pela doença

  • 523.141 doses da vacina já aplicadas
    – 381.061 foram primeiras doses
    – 142.080 segundas doses

  • 95% é a ocupação das UTIs da rede pública

  • 92% é a demanda na rede privada