Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Petrolina: 100% de ocupação

9
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 9
            [name] => Clipping
            [slug] => clipping
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 9
            [taxonomy] => category
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 77136
            [filter] => raw
            [cat_ID] => 9
            [category_count] => 77136
            [category_description] => 
            [cat_name] => Clipping
            [category_nicename] => clipping
            [category_parent] => 0
        )

)
					Array
(
    [0] => clipping
)
tem				

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

O município de Petrolina, no Sertão do Estado, atingiu 100% de ocupação dos leitos de UTI da rede pública na manhã de ontem. A informação foi confirmada pelo prefeito da cidade, Miguel Coelho, em vídeo publicado nas redes sociais. Por causa disso, já há fila de espera para internação de pacientes com suspeita ou confirmação da covid-19. Hoje (ontem) encerramos todos os leitos que temos disponíveis e pior começamos a fazer fila de espera. Todos vocês sabem quais são as cenas dos próximos capítulos”, disse o prefeito. Na última sexta-feira, já havia uma preocupação porque o município havia atingido a marca de 95% de ocupação. E, em apenas dois dias, chegou à capacidade máxima. “Tenho muita esperança de que conseguiremos abrir mais leitos nos próximos dias, mas feliz de verdade eu ficaria se ninguém precisasse deles. Entretanto, pessoal, isso não depende de mim; depende de cada pessoa entender a gravidade da pandemia e fazer a sua parte cuidando de si e cuidando do outro”, disse Miguel Coelho, em outro trecho do vídeo. Ele reforçou ainda que poderá tomar medidas restritivas mais duras para conter a doença. Atualmente, o município de Petrolina conta com 44 leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) destinados aos pacientes adultos com a doença. Segundo a prefeitura, a cidade já teve cerca de 60 leitos de UTI. No entanto, alguns foram fechados porque, antes, havia baixa demanda de internações. Além dos moradores do município, Petrolina atende cerca de 50 cidades próximas que fazem parte de Pernambuco e da Bahia. Em nota, a SES afirmou que “tem monitorado permanentemente a situação epidemiológica do Estado e a rede de assistência. Também tem realizado as ações necessárias para garantir o atendimento dos pernambucanos”. Sobre a situação no Sertão do Estado, a SES informou que “dentro do planejamento de abertura de novas vagas, nos próximos dias, a rede de saúde da IV Macrorregião de Saúde será reforçada com 20 novos leitos de UTI no Hospital e Maternidade Santa Maria, em Araripina, e na UPAE de Petrolina”.