Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Novos leitos de UTI pediátrica são abertos no Imip

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

Nos últimos dias, Pernambuco teve aumento nas ocorrências de doenças respiratórias em crianças

O Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), na região central do Recife, colocou em funcionamento, nesta terça-feira (16), cinco leitos de UTI pediátricos. Outros cinco deverão entrar em operação nas próximas horas. 

Os pacientes serão encaminhados a essas vagas a partir da Central de Regulação de Leitos do Estado. A unidade passará a somar 30 vagas de terapia intensiva, sendo 20 neonatais e 10 pediátricas. 

No último final de semana, segundo o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, foi registrado aumento no fluxo de atendimento a crianças com problemas respiratórios nas emergências pediátricas da rede pública.

Ele explicou que a maior ocorrência de doenças respiratórias em bebês e crianças não necessariamente tem ligação com a Covid-19. “Estamos passando por um momento de sazonalidade das doenças respiratórias, então uma maior ocorrência de doenças é esperada nesse período, mesmo em anos não epidêmicos”, disse Longo, em entrevista coletiva realizada na última segunda-feira (15). 

Esse período de sazonalidade de vírus respiratórios em Pernambuco geralmente se inicia a partir da Semana Epidemiológica (SE) 07. Longo lembrou que há vários outros vírus causadores de doenças respiratórios circulando em Pernambuco além do Sars-CoV-2, que causa a Covid-19. 

Entre os vírus que têm sido identificados pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PE), ele citou o adenovírus e o vírus sincicial respiratório. O segundo, inclusive, é conhecido por originar muitos casos de infecções do trato respiratório inferior em bebês. 

Longo frisou que esses vírus podem apresentar quadros mais graves em bebês e crianças do que o próprio Sars-CoV-2. “Apenas 1,9% dos casos graves da Covid-19 no Estado ocorrem em crianças, mas precisamos estar atentos à maior procura nas urgências pediátricas nesse período (de sazonalidade). Nossos pediatras relataram dificuldade no último final de semana, mas não necessariamente está ligado à Covid-19.”

Além dos leitos no Imip, também foram abertos leitos pediátricos neste ano no Hospital e Maternidade Brites de Albuquerque, em Olinda. 

André Longo disse ainda que há um projeto para o primeiro conjunto de leitos de UTI neonatais no Sertão do Araripe. Eles funcionarão no Hospital Santa Maria, em Araripina. A expectativa é para entrarem em funcionamento até o final do mês ou, no máximo, nos primeiros dias de abril. 

“Será a primeira UTI neonatal da quarta macrorregião, o que certamente deve contribuir para a diminuição da mortalidade infantil na nona gerência regional de saúde.” 

Rede
Nesta terça, além dos leitos do Imip, entraram em operação mais quatro leitos de UTI adulto no Hospital do Tricentenário, em Olinda. Outras 12 vagas do Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, no Recife, devem ser abertas nos próximos dias. 

“Estamos monitorando a as vagas tanto para os adultos quanto para as crianças, além de avaliar as necessidades de cada região. Repito que estamos ampliando os leitos na rede própria, conveniando na privada e filantrópica, mas apenas isso não será suficiente. Precisamos contar com o apoio e compreensão de todos os pernambucanos para que sigam usando a máscara corretamente, adotando as medidas de higiene e mantendo o distanciamento e isolamento social. Temos que ser agentes de proteção para evitar mais sobrecarga no serviço de saúde e mais dores pela perda de entes queridos”, enfatizou o titular da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE).