Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Em 28 dias, Pernambuco abre 500 leitos de UTI

9
Array
(
    [0] => WP_Term Object
        (
            [term_id] => 9
            [name] => Clipping
            [slug] => clipping
            [term_group] => 0
            [term_taxonomy_id] => 9
            [taxonomy] => category
            [description] => 
            [parent] => 0
            [count] => 77136
            [filter] => raw
            [cat_ID] => 9
            [category_count] => 77136
            [category_description] => 
            [cat_name] => Clipping
            [category_nicename] => clipping
            [category_parent] => 0
        )

)
					Array
(
    [0] => clipping
)
tem				

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

Projeto de estruturas modulares surgiu a partir de experiências que deram bons resultados em Wuhan, cidade da China onde surgiu o novo coronavírus

Em uma visita feita ao Hospital de Referência à Covid-19 – unidade Olinda, localizado na maternidade Brites de Albuquerque, o governador Paulo Câmara anunciou, ontem, que o estado já passou da marca de 500 leitos abertos em apenas 28 dias. O aumento da oferta de leitos de UTI no equipamento hospitalar foi possível devido à doação de 15 estruturas modulares, que funcionam na área externa do serviço de saúde, feita pelo Sistema Hapvida. A unidade teve sua capacidade ampliada, com mais 20 leitos de UTI.

Com as novas vagas, a unidade passará a contar com 120 leitos, sendo 70 de UTI. As estruturas modulares, com investimento em torno de R$ 1 milhão, têm 250m2 de área total, contam com camas e suportes e já receberam os equipamentos necessários para instalação das UTIs. Nos 16 municípios do Litoral ao Sertão, a rede estadual de saúde conta com mais 1,5 mil leitos de UTI e quase 1,2 mil de enfermaria dedicados aos pacientes com a Covid-19.

O número de leitos disponíveis é o maior já registrado desde o começo da pandemia. Antes, o máximo de leitos disponíveis pela Central Estadual de Regulação Hospitalar foi anotado em 20 de junho, quando havia 2.541 vagas, sendo 972 de UTI.  “É um esforço logístico e sanitário sem precedentes, que só terá efeito prático com o respeito de todos ao distanciamento social e ao uso de máscaras. Duas ações ao alcance de cada um, para conseguirmos reduzir a aceleração da doença”, falou Paulo Câmara.

Com a abertura de novos leitos de UTI e as medidas restritivas aplicadas ao longo de março, a expectativa é conseguir frear a circulação do vírus. “A partir desta segunda-feira (hoje), já vamos contar com mais esses 20 leitos de UTI aqui de Olinda, na rede pública, que vão nos ajudar a salvar vidas”, disse Paulo Câmara, durante a entrega dos leitos.  

Para o secretário estadual de Saúde, André Longo, a unidade instalada no hospital provisório em Olinda marca uma parceria entre o setor público e a iniciativa privada, a partir da empresa Hapvida, que se dispôs a ajudar com os módulos. “Para se ter uma ideia do tamanho desse esforço, estamos chegando, com essa unidade, a mais de 500 leitos de UTI abertos apenas neste mês de março. Isso significa que a gente aumentou a capacidade instalada, ou seja, aumentou o número de UTIs em Pernambuco em 50% nos últimos 28 dias para atender a população com Covid”, pontuou o secretário.  

O projeto de estruturas modulares surgiu a partir de experiências com bons resultados em Wuhan, cidade da China que foi o epicentro do surto do novo coronavírus. O Sistema Hapvida também utilizou uma estrutura semelhante no tratamento de pessoas no Rio Grande do Norte.

“Essa estrutura tem uma grande virtude, que é a versatilidade. Ela serve tanto para leitos de enfermaria como UTI. Outra grande virtude é a velocidade com que se consegue viabilizar o equipamento”, explicou o vice-presidente administrativo da Hapvida, André Melo.

BOLETIM
No boletim de ontem, Pernambuco registrou  771 casos de Covid-19. Desses, 146 (19%) são casos de e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 625 (81%) são leves. Os óbitos notificados foram 31. Com isso, o Estado totaliza 12.006 mortes pela doença. O total de casos chegou a 344.177 confirmados. Já o índice de ocupação dos leitos de UTI na Rede Pública é de 97%. Na Rede Privada, é de 91%.