Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Governo cede ao comércio

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

Com um platô elevado (números de casos e mortes por covid-19 estabilizados em alta) e grande pressão da pandemia na rede de saúde, apesar de leve tendência de queda dos indicadores nos últimos dias, Pernambuco decide estender as atuais restrições do plano de convivência com o novo coronavírus até o dia 9 de maio, com ajustes que passam a valer a partir desta segunda-feira (26). “Vamos autorizar o comércio de praia, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, mantendo a proibição nos finais de semana. O funcionamento das atividades de maneira geral será estendido, nos fins de semana, até às 18h, para quem iniciar às 10h. Os estabelecimentos que abrirem às 9h só poderão funcionar até às 17h”, informou ontem, em pronunciamento, o governador Paulo Câmara.

Ele acrescentou que o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 continuará analisando diariamente os números da pandemia para avaliar a necessidade de novos ajustes a partir de 10 de maio. “Seguimos contando com a compreensão de toda a população pernambucana. É nosso dever manter as atitudes preventivas. Evite aglomerações, higienize as mãos e sempre use máscara.”

Também ontem, durante pronunciamento pela internet, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, ressaltou a importância da manutenção das medidas restritivas e a importância do apoio da população para o Estado superar a pandemia. “Reforço que nossas ações podem salvar vidas”, disse. Ele ainda chamou a atenção para o elevado número de pessoas internadas, em unidades de saúde pernambucanas, com sintomas sugestivos da infecção pelo novo coronavírus. Até ontem, eram 3.218 casos ativos em assistência hospitalar nas redes pública e privada. “Desse total, são quase duas mil pessoas em leitos de terapia intensiva (UTI)”

Também ontem, durante pronunciamento pela internet, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, ressaltou a importância da manutenção das medidas restritivas e a importância do apoio da população para o Estado superar a pandemia. “Reforço que nossas ações podem salvar vidas”, disse. Ele ainda chamou a atenção para o elevado número de pessoas internadas, em unidades de saúde pernambucanas, com sintomas sugestivos da infecção pelo novo coronavírus. Até ontem, eram 3.218 casos ativos em assistência hospitalar nas redes pública e privada. “Desse total, são quase duas mil pessoas em leitos de terapia intensiva (UTI)”

Ontem a Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou 1.202 novos casos da covid-19. Entre eles, 74 (6%) são casos graves e 1.128 (94%) são leves. Com essa atualização, Pernambuco apresenta uma média móvel de 1.818, representando uma estabilidade relativa à variação de 3%. A média móvel contabiliza a média dos últimos sete dias e compara com 14 dias atrás. Variações acima de 15%, seja para mais ou menos, indicam tendência de alta ou queda, respectivamente. Já abaixo disso, indica estabilidade. Agora, Pernambuco totaliza 389.709 casos confirmados de covid-19, além de 13.425 mortes pela doença.