Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Petrolina e Caruaru suspendem aplicação da CoronaVac

As matérias veiculadas pelo jornal citado como “fonte” não representam a opinião do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe). O clipping tem por objetivo atualizar os leitores das principais notícias referentes à saúde veiculadas no país e, principalmente, no estado de Pernambuco

As prefeituras de Petrolina e Caruaru, maiores cidades do Sertão e do Agreste de Pernambuco, respectivamente, suspenderam a aplicação da segunda dose da vacina CoronaVac/Butantan por falta de vacinas.

Em nota oficial, a Secretaria de Saúde de Petrolina informou que a quantidade insuficiente de doses enviada pelo Ministério da Saúde ao estado na última remessa – apenas 28 mil, quando eram esperadas mais de 120 mil – inviabiliza a aplicação do reforço neste momento.

“Esse número é insuficiente para atender a demanda dos idosos com aprazamento da segunda dose para os últimos dias”, comunicou o município. A secretaria destacou que a população será convocada assim que novas vacinas chegarem em Petrolina.

“Vale ressaltar que todo o Brasil passa por dificuldades em relação à vacinação, assim como diversas partes do mundo. O atraso na aplicação da segunda dose da CoronaVac está acontecendo não apenas em Petrolina, mas em muitos municípios e estados”, frisou a nota.

“Desde março, o Ministério da Saúde recomendou que a segunda dose deixasse de ser reservada, já que novas remessas seriam fornecidas. Entretanto, um imprevisto com o fornecimento do IFA – matéria-prima necessária para a produção das vacinas, que vem da China – acabou atrasando a fabricação das doses, paralisando a produção no Instituto Butantan por 10 dias. Isso, infelizmente, causou um efeito em cadeia. no fornecimento, na aplicação e no cumprimento do calendário inicialmente previsto. Mesmo com a produção retomada, as consequências deste atraso ainda serão vistas nos próximos dias, o que só será normalizado com a chegada de novas doses”, acresentou o órgão.

A Prefeitura de Caruaru anunciou que continuará com a imunização usando a vacina AstraZeneca, mas quem tomou primeira dose com CoronaVac entre os dias 3 e 17 de abril e teve a segunda dose agendada entre os dias 1º a 15 de maio deve aguardar a convocação.

Segundo a prefeitura, a medida foi tomada após pactuação com o governo do estado, em reunião realizada na segunda-feira, devido ao atraso no envio das doses da CoronaVac.