Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Lacen-PE realiza 500 mil exames RT-PCRs

O Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) atingiu a marca de mais de 500 mil exames de biologia molecular (RT-PCR) para detecção da Covid-19 processados no órgão desde o início da pandemia. O teste é considerado padrão ouro para confirmar ou descartar um caso do novo coronavírus, por identificar o agente da doença na fase aguda, ou seja, quando há maior risco de transmissão.

O total de exames processados no Lacen-PE (500.066) representa 60% de todos os RT-PCRs realizados em Pernambuco (829.797). O órgão estadual ainda fica responsável por encaminhar amostras para serem analisados em laboratórios parceiros ou conveniados. Com isso, sobe para 75% (628.863) os testes processados no Sistema Único de Saúde (SUS). Os demais ficaram a cargo da rede privada (200.934).

“Desde o início da pandemia, focamos na qualificação e modernização do Lacen-PE para que pudéssemos ampliar a capacidade de testagem e, consequentemente, ofertar o exame a todos os pernambucanos que necessitassem. Esse é um fator determinante para avaliarmos a situação epidemiológica do Estado e, a partir desses dados, implementar as políticas públicas necessárias para conter o vírus e salvar mais vidas”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Em agosto de 2020, o Laboratório Central ganhou um novo parque tecnológico, com equipamentos de última geração que automatizaram processos e possibilitaram ampliar a produção diária em até quatro vezes. Para isso, foram investidos, por meio da Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (Facepe), R$ 6 milhões nos equipamentos, além da compra de testes RT-PCR. O Lacen ainda ganhou reforço na mão de obra, com a nomeação de 68 profissionais aprovados em concurso público e 309 em seleções simplificadas, totalizando 377 pessoas.

Balanço da vacinação

Pernambuco já aplicou 2.134.313 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 1.424.532 foram primeiras doses. Dos novos grupos, receberam a imunização 7.993 pessoas com comorbidades; 49 pessoas com deficiência permanente; além de 165 gestantes e puérperas. O total de pessoas que finalizaram o esquema chegou a 709.781 no estado.