Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Influenza: começa nova etapa de imunização

Com essa nova fase, mais de 3,5 milhões de pessoas em Pernambuco estão aptas a participar da campanha, que prossegue até o dia 9 de julho

A partir de hoje mais 991,5 mil pernambucanos estão aptos a tomar a vacina contra a influenza, que protege contra três tipos do vírus – A(H1N1), A(H3N2) e B. Nessa terceira fase estão contemplados: pessoas com comorbidades e com deficiência permanente, trabalhadores portuários e de transporte coletivo rodoviário de passageiros, trabalhadores de força de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socieoeducativas. Com isso, totalizam mais de 3,5 milhões de pessoas no Estado aptas a participar da campanha, que segue até o dia 9 de julho.

Nas duas fases anteriores da campanha já estavam sendo vacinados os trabalhadores de saúde, povos indígenas, crianças entre 6 meses e 5 anos, gestantes, puérperas, professores e idosos. Todos ainda podem ir a uma sala de vacinação em busca da sua proteção. “Essa é uma vacina segura e que evita casos graves e óbitos provocados pela influenza, além de ser um direito à saúde desse público. Os municípios estão abastecidos das vacinas e prontos para vacinar”, afirma a superintendente de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), Ana Catarina de Melo.

Até o momento, o Ministério da Saúde (MS), responsável pela aquisição das vacinas e distribuição aos estados, já enviou 2,7 milhões de doses para Pernambuco. De acordo com o LocalizaSUS, sistema de informação do órgão federal preenchido pelos municípios, já foram aplicadas 903.803 doses no estado.

É importante lembrar que é preciso um intervalo mínimo de 14 dias entre a aplicação das vacinas contra a influenza e Covid-19 para aquelas pessoas que estão elegíveis em ambas as campanhas. “Orientamos tomar primeiro a vacina contra a Covid-19 devido a atual situação epidemiológica do Estado e, passado os 14 dias, fazer a da influenza”, frisa Ana Catarina.

No Recife, os pacientes podem procurar uma das 153 unidades da Secretaria de Saúde (Sesau) ou os três postos volantes ofertados pela prefeitura. Somando todo o público-alvo, de todas as etapas da campanha, são mais de 510 mil pessoas aptas para serem imunizadas. Até o momento, foram vacinadas 189.819 pessoas, representando cerca de 45% do público-alvo.

Mesmo com o início de uma nova etapa, as pessoas incluídas nos grupos anteriores podem continuar recebendo a vacina da mesma forma. São elas: crianças de seis meses a menores de seis anos; gestantes; puérperas (mulheres que tiveram bebê há até 45 dias); trabalhadores da saúde, idosos (a partir de 60) e professores dos ensinos básico e superior.

Dos grupos que já estavam sendo vacinados até agora, apenas o das puérperas ultrapassou a meta, chegando a 98,5%. Seguido das crianças (57%), gestantes (54%), idosos (42%), trabalhadores da saúde (36%) e professores (25%).

Por recomendação do Ministério da Saúde, a vacina contra a Covid-19 deve ser priorizada e, por isso, é indicado que as pessoas dos grupos elegíveis concluam o esquema vacinal antes de receber a vacina contra influenza.