Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Amupe: ninguém aplicou doses vencidas de vacina

De acordo com a Associação Municipalista, todos os lotes distribuídos pelo Ministério da Saúde foram utilizados antes da data limite de validade

A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) afirmou, ontem, que nenhum município do estado de Pernambuco aplicou doses da vacina AstraZeneca, um dos imunizantes utilizados contra a Covid-19, com a validade expirada. De acordo com a associação, todas as doses dos lotes distribuídos pelo Ministério da Saúde foram aplicadas antes da data limite de validade.

Em nota, a Amupe disse que os municípios têm encontrado “problemas no Sistema de Informações do Plano Nacional de Imunização (PNI) para preencher informações acerca do procedimento vacinal”.

O questionamento sobre a possibilidade de pessoas terem sido vacinadas com doses fora da validade surgiu na última sexta-feira, quando a Folha de São Paulo informou que ao menos 26 mil doses de vacinas contra a Covid-19 da AstraZeneca foram aplicadas com o prazo de validade vencido em 1.532 municípios brasileiros. A informação foi tirada a partir de dados oficiais disponibilizados pelo próprio Ministério da Saúde.

Ipojuca teria sido o município mais atingido na Região Metropolitana do Recife e em Pernambuco como um todo, com 279 doses aplicadas com o prazo de validade vencido. Olinda (17) e Jaboatão dos Guararapes (13) vêm em seguida na região. A capital pernambucana registrou apenas duas doses aplicadas fora da validade. As secretarias de saúde de todos os municípios garantiram que os lotes apontados como vencidos foram utilizados dentro do período correto.

Também na sexta-feira, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou, através de nota oficial, que “já entrou em contato com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems-PE) para acionar os municípios que tiveram registro no sistema de aplicação de doses vencidas para que o gestor municipal, responsável pela aplicação das doses na população, avalie os casos, para verificar se a informação procede ou se foi erro de digitação, e faça a busca ativa das pessoas que efetivamente foram imunizadas com doses fora da validade”.