Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Reforço às normas durante o feriadão

Com as atividades sociais e econômicas flexibilizadas no Estado, o feriadão de Nossa Senhora do Carmo deve ser movimentado, principalmente nas praias do Grande Recife. Mas especialistas reforçam que é respeito às normas sanitárias vigentes para que as taxas da covid-19 não voltem a crescer. A Prefeitura do Recife recomendou que a população “se conscientize do cuidado em não promover aglomerações” no feriado.

Segundo a gestão, a Secretaria Executiva de Controle Urbano irá destacar profissionais para o ordenamento do comércio informal no entorno do Pátio do Carmo, onde estão ocorrendo as celebrações especiais. Também haverá fiscalização do comércio na orla de Boa Viagem e do Pina, na Zona Sul do Recife.

“O retorno gradual e seguro das atividades depende do respeito às normas de distanciamento social, uso de máscaras de proteção e higienização”, afirma a prefeitura.

A infectologista Vera Magalhães alerta para a necessidade de prevenção no feriado, principalmente pelo perigo da variante Delta. “Como essa variante transmite 40% mais do que a alfa, que já é 40% mais transmissível que a original, é extremamente transmissível, e a tendência é de que infecte mais pessoas”, explica.

Outro ponto importante para não abandonar os cuidados é o fato de a imunização contra a covid-19 estar acontecendo a passos lentos no Brasil. “Deveríamos ter vacinado 70% das pessoas para que indivíduos infectados não contaminem os demais, e não conseguimos fazer isso. Os países que melhor vacinaram estão em 60%, no máximo, como Israel e a Mongólia. O Brasil, está com 14% da população vacinada, o que é muito baixo, ainda estamos vulneráveis”, explica o pesquisador Jones Albuquerque.

MÁSCARA

O epidemiologista Rafael Moreira reforça que “é importante manter as mesmas medidas individuais de controle da pandemia, como o uso de máscara, higienização das mãos e evitar aglomeração, haja vista que falta boa parte da população ser vacinada, muitos grupos prioritários estão fora do Programa Nacional de Imunização e faixas etárias ainda estão descobertas”.