Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Recife volta a adotar intervalo entre 85 e 90 dias para segunda dose de Astrazeneca

Segundo o órgão, a medida foi adotada porque todas as doses disponíveis para o reforço já foram agendadas

A Prefeitura do Recife voltou a adotar o intervalo entre 85 e 90 dias para o agendamento da segunda dose da vacina AstraZeneca.  A informação consta em aviso publicado no site oficial do órgão (minhavacina.recife.pe.gov.br), que explica que a mudança ocorre devido à falta de novos imunizantes, cujo envio de remessas têm sofrido com atrasos do governo federal.

“Todas as doses da vacina AstraZeneca enviadas pelo Ministério da Saúde (MS) para aplicação da segunda dose já foram agendadas. O intervalo para agendamento da segunda dose passa a ser de 85 a 90 dias”, diz o texto.

De acordo com a prefeitura, ao receber novas remessas do imunizante, destinadas ao reforço, por parte do MS, a aplicação da segunda dose voltará a seguir o intervalo de 60 dias. Para aquelas pessoas que já agendaram o reforço referente ao prazo de dois meses, a data permanece válida.

De acordo com a prefeitura, ao receber novas remessas do imunizante, destinadas ao reforço, por parte do MS, a aplicação da segunda dose voltará a seguir o intervalo de 60 dias. Para aquelas pessoas que já agendaram o reforço referente ao prazo de dois meses, a data permanece válida.

Na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), onde funciona um posto de vacinação contra a Covid-19, muitas pessoas aproveitaram o domingo (18) para receber a imunização. O servidor público federal Miguel Gomes, 57 anos, faz parte do grupo de pessoas que já haviam agendado a segunda dose para o prazo de 60 dias.

“Eu estava esperando pelo prazo de 85 dias. Quando eu soube que foi reduzido, então eu me inscrevi logo e agendei. Com essa história das variantes, a gente nunca sabe, e a segunda dose é que dá uma proteção maior”, pontuou. Ele recebeu o reforço neste domingo, no sistema drive-thru disponível na Unicap.