Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Internações: menor número em 6 meses

Pela primeira vez, desde janeiro deste ano, Pernambuco tem o maior recuo no número de pacientes internados em leitos de terapia intensiva (UTI) com sintomas de covid-19 na rede pública. É a menor quantidade de hospitalizações desde que foi iniciada a segunda onda da pandemia no Estado. Atualmente menos de 800 pessoas com quadro sugestivo de covid-19 estão em UTI da gestão estadual. Das 1.504 vagas de terapia intensiva, 53% estão ocupadas. São ofertados hoje cerca de 300 leitos a menos do que na primeira quinzena de junho, quando a rede estadual somava, em média, 1.800 vagas de UTI, mas com ocupação de 96%. Na avaliação do secretário Estadual de Saúde, André Longo, é contínuo o cenário de desaceleração dos indicadores da pandemia em todas as regiões de Pernambuco. Dessa maneira, o governo do Estado anunciou mais flexibilizações no Plano de Convivência com a Covid-19.

A partir da próxima segunda (26), o horário de funcionamento das atividades econômicas em geral será uniformizado em todo o Estado. A secretária-executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, explicou os detalhes das novas determinações em coletiva de imprensa realizada ontem. “Os bares e restaurantes, por exemplo, vão poder funcionar em todo o território estadual das 5h às 23h, todos os dias da semana e feriados. Já os shoppings centers e galerias comerciais estão autorizados a funcionar das 9h às 22h, em todo o Estado, nos dias de semana, fins de semana e feriados”, esclareceu. Sobre a liberação de música ao vivo, Ana Paula Vilaça salientou que as apresentações são permitidas com até três integrantes, utilizando quaisquer instrumentos musicais, incluindo o cantor. No entanto, continua vetada a permanência de pessoas em pé e também a demarcação de pistas de dança.

Ainda sobre o cenário da pandemia no Estado, André Longo destacou que, na semana epidemiológica de número 28, encerrada no último sábado (17), os casos graves sugestivos de covid-19 voltaram ao patamar do fim do ano passado — ou seja, antes da segunda aceleração da covid-19, ocorrida em março. “Foram 705 notificações (na semana 28), o que representa queda de 23% em relação à semana de número 27 (que teve 920 notificações) e de 28% em 15 dias (979 notificações). Já nas solicitações por leitos de UTI, tivemos uma queda de 8,6% entre as semanas 28 e 27. Com isso, as taxas de ocupação, mesmo com a redução progressiva de leitos, permanecem em patamares baixos, próximos a 50%”, informou.

Para Longo, o cenário positivo é fruto de uma combinação de fatores, como a compreensão da maioria da população sobre os cuidados que não podem ser deixados de lado. “Mas reforço que os próximos passos ainda dependem das nossas atitudes.” O secretário destacou que Pernambuco tem registrado uma das melhores respostas no enfrentamento da covid-19 no Brasil em 2021, com a segunda menor taxa de mortalidade por 100 mil habitantes do País. “Neste momento em que a variante Delta, que já tem transmissão comunitária em alguns Estados, traz uma preocupação adicional em todo o mundo, precisamos acelerar a vacinação e fazer com que as pessoas completem todo o esquema vacinal. É primordial ainda manter e reforçar os cuidados, mesmo quem já está com a imunização completa”, frisou.

VARIANTE DELTA

O secretário ainda atualizou as informações sobre o monitoramento epidemiológico após as primeiras confirmações, na última semana, dos casos importados da variante Delta em Pernambuco, identificados em dois tripulantes filipinos do navio cargueiro Shoveler, de bandeira do Chipre. Um deles, de 48 anos, recebeu alta hospitalar na última quarta-feira (21). O outro segue internado na enfermaria de uma unidade de saúde privada do Recife, com quadro estável. Já os 41 profissionais que tiveram contato com a tripulação estão sendo monitorados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), com 38 negativos para a doença, um positivo e dois em análise. O navio vinha da Europa com destino ao Porto de Paranaguá, no Paraná. Devido à suspeita de covid-19, foi necessário atracar no Porto do Recife, em 30 de junho.

A profissional de saúde que teve contato com os tripulantes infectados pela variante Delta testou primeiramente positivo para covid-19 e teve uma segunda amostra coletada com resultado negativo. Segundo a SES, a primeira coleta, em análise por sequenciamento genético, foi feita de forma preventiva. A mulher foi assintomática. Ainda foram testados oito contactantes dessa profissional, e todos negativos no exame de RT-PCR.

VACINAÇÃO NO RECIFE

A Prefeitura do Recife anunciou, ontem, a ampliação dos grupos prioritários para imunização contra a covid-19. Profissionais da indústria, construção civil, bancários e funcionários dos Correios, a partir dos 29 anos, já podem fazer o agendamento para tomar a vacina. A imunização para esses públicos começa hoje. O agendamento deve ser feito pelo site ou aplicativo do Conecta Recife. Lá, no cadastro, é preciso anexar comprovante de residência e um documento oficial.

Retorno às salas de aula no Recife

Depois de um ano e quatro meses com aulas remotas, os alunos da rede municipal de ensino do Recife começaram a retornar às salas de aula ontem. As turmas dos 8º e 9º anos do fundamental foram as primeiras, já que a retomada está sendo feita por etapas. 

Estefannie Julia, aluna do 8º ano de uma escola municipal na Ilha do Leite, na área central do Recife, foi uma das que retornou às atividades presenciais. Para ela, a volta foi de muita de alegria. “No presencial podemos tanto conversar com o professor, quanto tirar dúvidas com alunos, o que não tinha no on-line”, declarou à TV Jornal.

Apesar da volta às aulas presenciais, parte dos professores efetivos não retornou às salas, seguindo assembleia do Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede do Recife (Simpere), sob o argumento de que nem todos estão totalmente imunizados contra a covid-19 ainda.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, itens para promover a segurança dos alunos e professores foram adquiridos para esta retomada. Ao todo, foram comprados mais de 300 mil máscaras, 7.500 face shields, 600 termômetros, totens para álcool gel, dispensers, tapetes sanitizantes, entre outros.

“Vamos distribuir máscaras para os estudantes e empregados. Pias foram instaladas nas áreas externas, ou seja, fora dos banheiros para que os alunos possam estar lavando as mãos”, informou Fred Amancio, secretário de Educação.

Segundo o protocolo, lugares fixos devem ser estabelecidos para os alunos tanto em sala, quanto nos refeitórios e a realização de eventos com grandes concentração de pessoas, atividades coletivas e utilização de parquinhos infantis estão suspensas.

Compartilhamento de alimentos e objetos de uso pessoal, como copos, pratos, talheres, objetos de higiene pessoal, também não será permitido. As crianças não devem levar brinquedos para as escolas.

A rede municipal do Recife conta com 320 escolas e creches, com 92 mil alunos e 5.400 docentes.

No dia 27, será a vez do retorno dos estudantes do 4º ao 7º ano do ensino fundamental. Já em 03 de agosto, serão alunos do 1º ao 3º ano e do ensino infantil.