Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Variante Gama segue majoritária em PE

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) recebeu, na tarde da sexta-feira, mais uma rodada de sequenciamentos genéticos realizados em amostras biológicas de pacientes que tiveram a Covid-19 em Pernambuco. De acordo com o levantamento feito no Instituto Aggeu Magalhães (IAM – Fiocruz-PE), das 176 amostras estudadas, 174 (98,8%) tinham a presença da variante Gama (P.1), ratificando mais uma vez a sua prevalência em território pernambucano. As coletas são de pacientes de 62 municípios e foram realizadas entre os meses de maio e julho deste ano.

As outras duas amostras eram de tripulantes filipinos do navio cargueiro Shoveler, de bandeira do Chipre, que já não está mais no estado. Em ambas foram detectadas a variante Delta. Uma delas foi do paciente de 50 anos que morreu em 18 de julho. A outra foi de um tripulante de 22 anos que permaneceu na embarcação e evoluiu para cura. Com isso, o estado totaliza cinco casos importados da Delta, todas relacionadas aos tripulantes dessa embarcação.

“Com esses novos sequenciamentos, chegamos a quase mil amostras analisadas tanto no Aggeu Magalhães quanto no Lika. Desde o início, a variante Gama vem se mostrando a mais presente, confirmando a sua predominante circulação. Também é importante reforçar que todos os casos da Delta são importados, relacionados a tripulantes filipinos de um único navio cargueiro. Até o momento, não identificamos nenhuma infecção ocorrida em paciente pernambucano. Vamos manter a periodicidade das análises junto ao Aggeu Magalhães, nessa importante parceria para monitoramento das variantes em circulação em Pernambuco, essencial para a tomada de decisões no enfrentamento à pandemia”, afirma o secretário de Saúde, André Longo.