Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Aplicação de terceira dose entra em discussão

Eduardo Jorge: prioridade é completar esquema vacinal

Um sinal de alerta foi aceso após a confirmação dos primeiros casos da Delta. Segundo o membro do Comitê Estadual de Imunização contra a Covid-19, Eduardo Jorge, antes de discutir a aplicação de uma terceira dose na população, é preciso ter a certeza sobre a queda de anticorpos de algumas vacinas e a relação disso com o maior risco de contágio pelo novo coronavírus. Segundo ele, a preocupação no momento é conscientizar a população sobre a importância das duas doses do imunizante.

Jorge, no entanto, levantou a possibilidade de se discutir o uso da terceira dose em grupos prioritários, incluindo idosos e pessoas com comorbidades.

“Em um cenário epidemiológico que aponte para a diminuição da proteção e maior risco de contaminação da variante Delta, precisaremos iniciar a discussão sobre a revacinação com a terceira dose. Reafirmo que vai depender do tipo de vacina que a pessoa tomou anteriormente e da certeza de que toda a população já tomou as duas doses. É um caminhar que provavelmente daqui para dezembro estará em pauta.”

O secretário de Saúde André Longo, disse que, até a próxima semana o estado deve ter uma definição sobre o início da imunização dos adolescentes com a Pfizer, única vacina autorizada para essa faixa etária até agora. A prioridade de vacinação, inicialmente, será para jovens com comorbidades. “Como não houve manifestação explícita do Ministério da Saúde, decidimos que a Câmara Técnica, que assessora o nosso Comitê Estadual, vai se reunir para uma possível pactuação. Provavelmente até a próxima semana devemos ter uma definição.”

REMESSA

Pernambuco recebeu, na madrugada de ontem, mais 43.250 doses de vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca/Oxford/ Fiocruz. “As novas vacinas serão destinadas à aplicação das segundas doses dos grupos com comorbidades e pessoas com deficiências. É importante que a população fique atenta ao prazo de completar o esquema vacinal”, disse o governador Paulo Câmara. Pernambuco já recebeu oito milhões de doses e aplicou 6,6 milhões. Ao todo, 4,6 milhões de pessoas receberam a primeira dose e 1,9 milhão completaram o esquema.