Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Baixa procura pela 2ª dose em Noronha

Iniciado na quinta-feira, o mutirão da vacinação contra a Covid-19 em Fernando de Noronha vem tendo baixa adesão. Poucas pessoas estão indo à quadra da escola Arquipélago para receber a segunda dose da AstraZeneca. Nos dois primeiros dias da ação eram esperadas 1,1 mil ilhéus, mas apenas 628 foram imunizadas, pouco mais de 50% da estimativa. A situação preocupa as autoridades sanitárias, que têm a meta de chegar até hoje, dia em que o mutirão será encerrado, com 90% da população imunizada com a segunda dose.
 
A superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo, que foi à ilha acompanhar o trabalho da equipe de saúde, alerta a população sobre a necessidade de evitar o retorno das medidas restritivas. “A proteção adequada contra a Covid só é garantida com duas doses. Se nós mantivermos uma baixa cobertura, podemos ter a introdução de novas variantes na ilha.”
 
Uma das grandes preocupações é a variante Delta, que já está em transmissão comunitária em Pernambuco. “Com a aproximação da Delta, a possibilidade de entrada em Noronha torna-se muito grande. Se a população não estiver imunizada, a gente vai ter que regredir em alguns protocolos, como diminuição do número de voos e redução das atividades econômicas”, disse o superintendente de Saúde da ilha, Fernando Magalhães.