Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Recife leva vacinação para comunidades

Até sexta, profissionais da Secretaria de Saúde percorrerão 18 locais para busca ativa de moradores para primeira dose ou segunda dose em atraso

Para ampliar a cobertura vacinal contra a Covid-19 em toda a cidade, a Prefeitura do Recife começou uma ação de vacinação em diversas comunidades da capital. Até a próxima sexta-feira, das 8h às 12h, profissionais da Secretaria de Saúde (Sesau) do município percorrerão 18 locais e farão busca ativa dos moradores que estão dentro do perfil para receber a primeira dose da vacina ou aqueles que estão com a segunda dose em atraso. A expectativa é que sejam aplicadas cerca de 200 doses por dia, em cada local.

Os locais da iniciativa foram escolhidos a partir de critérios de ocupação, vulnerabilidade e dificuldade de acesso. A busca ativa teve início na segunda-feira (30) e já visitou as comunidades de Vila Monarca (no Alto Santa Terezinha); Pirulito/Chiclete/Cajá, (Iputinga); e Escorregou tá Dentro (Afogados).

Ao longo desta semana, a programação segue para os seguintes locais: Sapo Nu (Totó); Santo Amaro I (Santo Amaro); Sítio dos Pintos; Saramandaia, (Campo Grande); Ilha do Destino (Boa Viagem); Passarinho, no bairro de mesmo nome; Ocupação MST Jordão Alto (Jordão); Travessa do Gusmão (bairro de São José); Rio Morno, (divisa da Linha do Tiro e Dois Unidos); Nossa Senhora (Monteiro); Embaixo da Rede (Torrões); Souza Luna (Afogados); Palha de Arroz (Campo Grande); Cabeça da Vaca (Estância); e Sítio dos Macacos (Guabiraba).

Durante a ação, as equipes da Sesau farão o cadastro no Conecta Recife da população com 14 anos ou mais e a vacinação (tanto de primeira quanto de segunda dose) no mesmo dia, sem necessidade de agendamento. Também será realizado cadastro de crianças e adolescentes entre dois e 13 anos, para auxiliar a gestão municipal no planejamento de novas aberturas para este público.

Para receber a vacina, os moradores devem apresentar documento de identidade com foto, comprovante de residência e as documentações específicas para cada um dos grupos prioritários. Aqueles que não tiverem comprovante de residência nem de domicílio eleitoral, poderão utilizar uma autodeclaração de residência, que foi elaborada especificamente para esta ação.