Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Chicungunha

O cirurgião bariátrico Sérvio Fidney, chefe do serviço de Cirurgia Geral e Bariátrica do Hospital Agamenon Magalhães, do Real Hospital Português e do Hospital Jayme da Fonte, alerta os pacientes com obesidade sobre o perigo da chicungunha. De acordo com ele, a maioria dos pacientes com sobrepeso já tem dores articulares, e isso faz com que as lesões existentes se agravem mais com a infecção. A melhora do quadro clínico do paciente com excesso de peso pode ser ainda mais lenta, e os problemas podem persistir por anos. “Qualquer quadro que piore este cenário de sobrecarga e dores articulares agrava ainda mais a situação já delicada. E o uso crônico de corticoides, muito comum na artrite decorrente da chicungunha, também pode contribuir com o ganho de peso. Um terceiro aspecto a se considerar é a dificuldade em realizar atividades físicas na vigência da artrite, piorando a situação do controle de peso”, alerta o Sérvio. Neste ano, até o dia 28 de agosto, Pernambuco registrou 28.860 casos de pessoas que adoeceram com sintomas de chicungunha. No mesmo período de 2020, foram notificados 5.931 casos (aumento de 386%). Do total deste ano, 13.915 foram confirmados. Além disso, 144 dos 184 municípios pernambucanos já notificaram casos.