Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Fiscalização constata superlotação e falta de médicos no HUP

Uma vistoria realizada no Hospital Psiquiátrico Ulysses Pernambucano (HUP), no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife, constatou a superlotação da emergência da unidade, desfalques na escala médica e a dificuldade em referenciar pacientes para outros municípios. De acordo com o Conselho Regional de Medicina (Cremepe), responsável pela fiscalização, o maior problema do serviço está na falta de médicos para as escalas. A Secretaria Estadual de Saúde (ses-pe), que gerencia a instituição, informou, por meio de nota, que tem mobilizado esforços para encaminhar profissionais aprovados em concursos e seleções médicas da pasta para reforçar o quadro de funcionários da unidade.

A fiscalização do Cremepe, que foi motivada a pedido da própria presidência da autarquia, constatou que a unidade possui 115 leitos (40 femininos, 60 masculinos e 15 reservados para isolamento respiratório) e atende, em média, 40 pacientes em um plantão de 12 horas. Em nota, a Secretaria destacou que: “este f luxo é agravado, sobretudo, pela demanda durante a pandemia da Covid-19 e também a inexistência ou funcionamento parcial de serviços municipais voltados para atendimento psiquiátrico. Os municípios precisam organizar e ampliar a sua Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) para garantir o referenciamento do usuário para tratamento, após atendimento de emergência no HUP, em seu território de residência”, diz o texto.

A vistoria do Conselho gerou um relatório de fiscalização, que será encaminhado para apreciação da presidência da unidade para as devidas providências.