Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Estado recebe maior remessa de Pfizer

Mais uma remessa de vacinas contra a covid-19 da Pfizer/BioNTech foi recebida em Pernambuco. Os novos lotes, com 449.280 doses do imunizante, o maior quantitativo desse fabricante entregue em apenas um dia, chegaram em dois voos comerciais no final da noite da última sexta-feira (22) ao Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, de onde seguiram para a sede do Programa Estadual de Imunizações, na Zona Norte da capital, para checagem e divisão por município. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, as doses, recebidas em 64 volumes, serão destinadas à aplicação de segundas doses na população em geral acima dos 18 anos de idade e também para doses de reforço em pessoas com 60 anos ou mais. “Os gestores devem ficar atentos à decisão pactuada na última Comissão Intergestores Bipartite pela manutenção do intervalo de 60 dias entre a primeira e segunda aplicação dos imunizantes fabricados pela Pfizer/ BioNTech”, reforçou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

EQUÍVOCO

 O Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação em Pernambuco reforçou que a redução do intervalo entre as doses do imunizante da Pfizer é um equívoco técnico, uma vez que diminui a efetividade da vacina e, consequentemente, a resposta imunológica do organismo, permanecendo então o intervalo de 60 dias entre as aplicações das doses da Pfizer. Desde o início da campanha de vacinação, em janeiro deste ano, Pernambuco já recebeu 14.339.880 doses de vacinas contra a covid-19. Desse total, foram 4.707.170 da Astrazeneca/Oxford/Fiocruz, outras 4.481.720 da Coronavac/Butantan, 4.977.180 da Pfizer/BioNTech e mais 173.810 da Janssen.

BALANÇO DE CASOS

 Dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, neste sábado (23), registraram 463 casos da covid-19. Entre os confirmados, 14 (3%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 449 (97%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 628.588 casos confirmados da doença, sendo 54.389 graves e 574.199 leves. Além disso, também foram confirmados cinco óbitos, ocorridos entre 23 de março e 21 de outubro de 2021. Com isso, o Estado totaliza 19.940 mortes causadas pela covid-19.