Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Para ampliar os atendimentos

O agricultor José Pedro da Silva Filho, 65 anos, morador de Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, é um dos milhares de pernambucanos que, com regularidade, vêm ao Recife para receber assistência na Fundação Altino Ventura (FAV) do bairro da Iputinga, Zona Oeste da capital. Na última quinta-feira (4), ele saiu da cidade onde vive, durante a madrugada, para chegar cedinho à instituição. Ficou feliz pelo atendimento recebido e por saber que a sede própria da FAV, tão almejada pelos pacientes, abrirá as portas para a população na próxima terça-feira (9). No novo espaço, pessoas como José Pedro, que vivem com doenças na visão, terão a oportunidade de ter acelerado o tratamento oftalmológico e, dessa maneira, ganhar qualidade de vida.

“Este novo lugar será coisa de primeiro mundo. Já recebi cinco injeções no olho que teve um derrame e estou enxergando melhor”, conta José Pedro, que se refere ao tratamento que faz para uma doença da retina: a degeneração macular relacionada à idade (DMRI), considerada a principal causa de perda visual entre idosos e a terceira maior causa de cegueira no Brasil, acometendo cerca de 3 milhões de pessoas a partir dos 60 anos. O tratamento é feito com injeções de medicamento de custo elevado (coberto pelo Sistema Único de Saúde) nos olhos. O acompanhamento desses pacientes e de outros com problemas oculares de diversos tipos continuará também na nova sede da FAV, que marca os 35 anos de atuação da entidade, que atua com foco na saúde da população do Norte e Nordeste, em especial aqueles em situação de vulnerabilidade social.

O espaço funcionará num prédio ao lado do Centro Especializado em Reabilitação Menina dos Olhos (CER IV), na Avenida Maurício de Nassau, no bairro da Iputinga. Com a nova unidade, a FAV passa a funcionar em um complexo
hospitalar com 20 mil metros quadrados de área construída e se torna o maior centro oftalmológico a prestar serviço público na América Latina. “Com essa estrutura, passamos a ter capacidade para atender mensalmente até 70 mil pacientes e fazer cerca de 4 mil cirurgias oftalmológicas”, informa a oftalmologista Liana Ventura, presidente
do Conselho Curador da FAV.

Com sete pavimentos, a sede própria é fruto de um sonho alimentado pela família Ventura por 35 anos. Ao longo de todo esse tempo, a instituição sempre funcionou em imóveis alugados. Após inúmeras campanhas de arrecadação de recursos e constante busca de apoio de parceiros nacionais e internacionais, a FAV conseguiu finalizar as obras da nova sede, orçada em cerca de R$ 30 milhões. Em 15 mil metros quadrados, a edificação conta com centro diagnóstico com
33 salas de exames complementares, setor de exames com 35 consultórios, bloco cirúrgico com 16 salas, centro administrativo, centro de estudos e pesquisas científicas, além de biblioteca e do Memorial Histórico da Fundação Altino Ventura. A dona de casa Sueli Rodrigues de Morais, 46 anos, é grata à FAV pelo acompanhamento que tem recebido para tratar as doenças na visão. “Agora estou com suspeita de glaucoma, e isso nem foi detectado na consulta que havia feito pelo plano de saúde. Só aqui é que estão fazendo uma investigação completa. Só tenho a agradecer a todos os funcionários. E gostei da nova sede, que está muito bonita”, relata Sueli.

O Complexo Hospitalar da FAV reúne também o CER IV e o Centro de Fisioterapia Aquática e Multissensorial. Ao longo dessas mais de três décadas, a instituição já realizou mais de 17 milhões de procedimentos médicos e terapêuticos em 1,7 milhão de pacientes na sua sede, no Recife (capital pernambucana), e nas suas unidades de Jaboatão dos Guararapes (Região Metropolitana do Recife), Salgueiro e Serra Talhada, municípios do Sertão. A emergência da
FAV continua a funcionar na Boa Vista, Centro do Recife.

PRÊMIO
Durante a cerimônia de inauguração da sede própria da FAV, nesta terça-feira (9), às 9h, o diretor de redação do Jornal do Commercio, Laurindo Ferreira, será homenageado, na categoria imprensa, com o Prêmio Fundação Altino Ventura: Visão Social 2021, em comemoração aos 35 anos da instituição. O prêmio foi criado para contemplar profissionais, personalidades e autoridades nacionais e estrangeiras, que contribuem para o crescimento dos serviços oferecidos à
população através da FAV.