INTERIORIZAÇÃO | Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

Delegacia Cremepe em Serra Talhada ganha novas instalações

Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

A nova instalação da Delegacia Regional do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) em Serra Talhada foi inaugurada na manhã desta quarta-feira (24/04) pelo presidente do Cremepe, Mario Fernando Lins; pela presidente da Associação Médica de Pernambuco (AMPE), Helena Carneiro Leão; pela vice-presidente do Simepe, Cláudia Beatriz; diretores do Conselho Fernando Oliveira (2ºvice-presidente) e Sílvio Rodrigues (2º secretário); e delegados da regional. A secretária municipal de Saúde, Márcia Conrado, também prestigiou o evento.

O presidente do Cremepe destacou em seu discurso a importância da regional já que Serra Talhada é um dos polos médicos do sertão do Pajeú e que tem uma Universidade de medicina. Ele explicou que abrir a regional é a realização das promessas de campanha de interiorizar o trabalho do Conselho e sinalizou a necessidade de fortalecer o Sistema Único de Saúde. “O SUS é o maior programa de inclusão social do planeta, não existe nenhum país com mais de 100 milhões de habitantes que tem o que nós temos, o nosso SUS, temos árdua tarefa de defender com unhas e dentes”, defendeu.

A regional continuará funcionando na praça Sérgio Magalhães, no nº 836, no centro da cidade. A delegacia fornecerá ao médico todas as atividades que a sede: cartorial, judicante e fiscalizadora.  O novo espaço conta com 75 m² e proporcionará mais conforto e comodidade, um local reservado para o profissional utilizar computador, ter acesso wi-fi e dispor de privacidade no atendimento do Cremepe.

A conselheira do Cremepe e presidente da AMPE, Helena Carneiro Leão, participou da criação da primeira sede em Serra Talhada. “Sempre foi um objetivo, um desejo de ampliar as suas ações, a proximidade com os colegas do interior. Esperamos fazer de Serra talhada o que ela representa, um polo médico extremamente importante para o Estado, com a qualidade muito grande de saúde e continuarmos a luta em relação aos benefícios para a sociedade”, disse Helena, e destacou a necessidade dos municípios assumirem a “autonomia financeira e politica para que a atenção básica de fato exista”, concluiu.

Já Cláudia Beatriz, que assumiu a presidência do Simepe no dia seguinte, destacou o privilégio de Pernambuco ter as três entidades médicas – Cremepe, Simepe e AMPE – unidas. “Cada entidade tem suas características, tem sua missão, mas a união nas lutas, traz resultados extremamente positivos, quando a gente luta pelo médico, valoriza o médico, grita pelas condições de trabalho a gente esta de forma direta lutando pelos nossos pacientes porque a assistência depende de tudo isso”, concluiu.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings