Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Entidades fiscalizam Hospital Regional e Maternidade

hraRepresentantes do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) fiscalizaram na terça-feira (04/08) o Hospital Regional do Agreste, referência em traumatologia da região, e a maternidade Jesus Nazareno que atende gestantes de alto risco, em Caruaru. A solicitação foi do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe). A equipe identificou que a superlotação de pacientes é o principal problema das duas unidades, além das escalas incompletas e falta de insumos e algumas medicações.

A primeira unidade vistoriada foi o HRA. Só na emergência haviam 19 pacientes de ortopedia internados no corredor. Não tinham seringas, luvas e máscaras de procedimentos e os médicos estavam alterando as medicações venosas para via oral para que o paciente pudesse ser medicado. A falta de um tomógrafo na sala vermelha e do neurocirurgião também prejudicava a resolutividade do hospital. Foi possível identificar pacientes que aguardavam há dois meses por um procedimento cirúrgico de urgência.

Para o diretor do Simepe, Paulo Maciel, que acompanhou a vistoria, a situação das unidades compromete o atendimento à população. “Não podemos compactuar com essa calamidade que está acontecendo no agreste de Pernambuco, macas pelos corredores, falta de profissionais e não tem nem segurança no hospital. Não pode continuar do jeito que estar”, disse Maciel.

pacienteaguarda2meses

Já na maternidade Jesus Nazareno, a escala de plantão está sendo completada com plantões extras, que estão com pagamento atrasado. Há anestesista todos os dias, mas a escala de obstetrícia não supri a demanda do serviço. Também foi identificado que o agravamento da situação é devido a transferência de gestantes dos municípios vizinhos. Para tentar solucionar o gargalo, o Ministério Público Estadual (MPPE) convocou uma reunião com o conselho e promotores dos municípios, na sede do órgão, nesta quinta-feira (05/08) para discutir especificamente os encaminhamentos para o Jesus Nazareno.

De acordo com o presidente do Cremepe, Sílvio Rodrigues, a finalidade das entidades é fiscalizar todas as maternidades do Estado e encaminhar os relatórios para a secretaria de Saúde e MPPE para que medidas emergenciais sejam tomadas.