Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Cremepe participa de ação conjunta no Hospital Belarmino Correia

IMG_0874Uma ação conjunta do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) e Ministério Público de Pernambuco (MPPE), fiscalizou, na manhã da quarta-feira (19.08), o Hospital Regional Belarmino Correia em Goiana, Pernambuco. A unidade é responsável por atender toda a Região da Mata Norte, sendo um hospital de referência.

Após denúncias, o MPPE convocou os órgãos fiscalizatórios para realizar vistoria na unidade e comprovar os fatos. No local, as entidades constataram que o hospital não possui ambulância e também não tem nenhum outro tipo de transporte móvel, dependendo exclusivamente do SAMU. As escalas de médicos e enfermeiros estão defasadas, há falta de medicamentos de primeira necessidade e infraestrutura inadequada.

Durante a fiscalização, o Cremepe constatou mofo e infiltração em todo o hospital. A unidade não é climatizada; o aparelho de desfibrilador é antigo e dá choque; as salas de recuperação são mistas; a área de internação está em funcionamento, porém está em reforma, qualquer paciente que precisa fazer raio-x deve passar pelo local; nas salas de pré-parto, não há colchão nas macas; são 21 leitos para apens um evolucionista, onde no mínimo são dois.

Para o presidente do Cremepe, Sílvio Rodrigues a unidade não poderia estar funcionando nas atuais condições. “É absurda a forma como a unidade se encontra, é um risco para os médicos e pacientes. O Conselho viu que a sala de nebulização está fechada por causa do mofo e o teto desabou. A unidade está num estado crítico”, afirmou Rodrigues.

O relatório da fiscalização será entregue nesta terça-feira (25.08) ao MPPE, que deverá tomar as devidas providências para a melhoria das condições do Hospital Belarmino Correia.

Hospital Belarmino Correia

Reforma na ala de internação – Hospital Belarmino Correia | Foto: Priscilla Fernandes

Hospital Belarmino Correia

Sala de pré parto – Hospital Belarmino Correia| Foto: Priscilla Fernandes

 

 

 

 

 

 

 

Hospital Belarmino Correia

Mofo, infiltração e buracos no teto do Hospital Belarmino Correia