Pesquisar
Agendar Atendimento

Serviços

ver todos

Academia Pernambucana de Medicina, 50 anos de atividades

A Academia Pernambucana de Medicina (APM) comemora no dia 17 de dezembro o aniversário de fundação. Para relembrar a data foi realizada uma sessão solene no Memorial da Medicina com a entrega da Medalha do Mérito Prof. Fernando Figueira, título de professor Emérito e prêmios aos trabalhos de acadêmicos de medicina. Ainda na oportunidade, a Academia com o apoio do Cremepe lançou a reedição do livro “Os nossos médicos e a nossa medicina” de Octávio de Freitas.

A solenidade foi presidida por Hildo Azevedo, presidente da Academia e contou com a presença dos acadêmicos, do conselheiro Antônio Lopes, representando o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), Eraldo, representando o Simepe. secretário de Saúde do Estado, André Longo também fez questão de prestigiar a solenidade.

Após a saudação inicial, o médico Guilherme Barretto, referência no setor de queimados do Hospital da Restauração recebeu a Medalha do Mérito Médico Prof. Fernando Figueira; o professor Miguel John Zumaeta Doherty recebeu o título de Acadêmico Emérito e o título de Acadêmico do Ano foi entregue ao Prof. Gilson Edmar Gonçalves Silva.

Na sequência foram entregues também os prêmios do concurso “Professor Salomão Kelner” para estudantes de Medicina ao estudante João Paulo Brayner e do concurso “Prêmio Professor Amaury Coutinho de Incentivo à Residência Médica” para o médico Residente Jesuino Albino.

Ao final, foi realizado o lançamento do livro reeditado do Prof. Octávio de Freitas “Os nosso Médicos e a Nossa Medicina”, publicação que foi editado originalmente em 1904 e servido um coquetel e jantar oferecido pela Academia Pernambucana de Medicina ao som da “Orquestra dos Médicos” que se ofereceu para brindar àquela solenidade com suas músicas e canções.

Iniciaram-se assim, as comemorações do ano do cinquentenário da Academia Pernambucana de Medicina.